Argentina

Passeios em Argentina

‹ Anterior

de 1

Próxima ›
  1. Buenos Aires Bus

    Ônibus com o teto aberto que passa por mais de vinte pontos (confira no site); você pode subir e descer em qualquer um deles.

  2. Canoagem no Delta

    Partindo de Buenos Aires, você pode ir praticar esportes na região do Delta. A Slkñam Canoas oferece passeios em lugares menos visitados com canoas canadenses, incluindo excursões noturnas e personalizadas.

  3. Fototravesías 4x4

    A Fototravesías 4x4, perto do cruzamento principal, oferece passeios empolgantes em veículos 4x4 nas montanhas ao redor. O proprietário é um fotógrafo especialmente disposto a garantir que os turistas consigam boas fotos.

  4. Graffitimundo

    Veja Buenos Aires através de sua colorida e dinâmica cena de arte de rua. Excelentes passeios por alguns dos melhores graffitis de BA, guiados por quem os conhece bem. Saiba a história dos artistas e da cultura do graffiti local. Várias excursões disponíveis, incluindo um passeio pelos “Muros Ocultos” de La Boca. Há também oficinas de estêncil.

  5. Parque Nacional Monte Léon

    Inaugurado em 2004, esse belo parque nacional costeiro protege mais de 600 km2 de estepe patagônica, baías e praias. É o refúgio de pinguins-de-magalhães, leões-marinhos e pumas. Leve seus binóculos, porque a vida selvagem ali é realmente fantástica. As trilhas naturais do parque dividem a estrada principal, levando à costa (antes de se aventurar por ela, informe-se muito bem sobre as marés, pois elas têm variação grande). A trilha que leva aos pinguins cruza a estepe em direção a uma vista da colônia. Ida e volta levam 1h30. Carros podem chegar ao penhasco Cabeza de Léon, onde uma trilha de 20 minutos conduz à colônia de leões-marinhos. Para se hospedar, há ali a encantadora Hostería Monte Léon, aberta de novembro a abril. Como chegar? A entrada do parque fica 30 km ao sul de Comandante Luis Piedrabuena, ou 205 km ao norte de Gallegos, diretamente pela RN 3.

  6. Parque Norte

    Parque aquático popular entre as famílias. Conta com enormes piscinas rasas (talvez 1,2 m na parte mais funda), toboágua, mesas com guarda-sol e espreguiçadeiras. Há áreas verdes para fazer piquenique. Leve toalhas.

     

     

     

     

  7. Parque Provincial Volcán Tupungato

    Tupungato (6.650m) é um vulcão impressionante, parcialmente coberto por campos de gelo e geleiras. Escaladores sérios consideram uma subida muito mais desafiadora, interessante e técnica do que o Aconcágua. A principal rota de aproximação é a partir da cidade de Tunuyán, 82km ao sul de Mendoza via RN40, onde o escritório de turismo pode oferecer informações. Muitos organizadores de caminhadas no Parque Provincial Aconcagua também podem trabalhar com o Tupungato.

  8. Reserva Ecológica Costanera Sur

    Durante o Proceso, a ditadura militar de 1976-83, o acesso à costa de Buenos Aires era limitado, já que a área havia sido preenchida com sedimentos do rio da Prata. Mas, em 1986, a área foi transformada em reserva ecológica, e esse alagadiço rústico e exuberante sobreviveu e se tornou um destino popular para lazer e caminhadas. Em fins de semana ensolarados, você verá dezenas de pessoas em piqueniques, ciclistas e famílias.

  9. Tangol

    Agência faz-tudo que oferece passeios pela cidade, shows de tango, guias de jogos de fútbol, reservas de hotel, aulas de
    espanhol, passagens aéreas e pacotes de viagem para todo o país. Oferece também atividades incomuns, como passeios
    de helicóptero e paraquedismo. Há outra unidade em San Telmo, na Defensa 831.

  10. Tigre

    A cidade de Tigre, no norte de Buenos Aires, é uma boa opção de excursão de um dia partindo da capital – especialmente se você estiver com crianças. Pegue o Tren de la Costa, que para no Parque de la Costa, que possui uma área de brinquedos típica de parques de diversão. Faça um passeio de barco pelo Delta ou caminhe pelo mercado para comprar frutas e belos utensílios para a casa.

  11. Trout & Wine

    Organiza passeios personalizados de um dia inteiro em Luján de Cuyo (US$150) e no Valle de Uco (US$160) para grupos de, no máximo, oito pessoas. De novembro a março, realiza passeios de fly-fishing no Valle de Uco por US$310, o que inclui todos os equipamentos e um almoço com churrasco nas terras altas acompanhado de alguns ótimos vinhos.

  12. Villa Traful

    Às margens do lago Traful, cercada por montanhas, essa cidadezinha desfruta de uma localização simplesmente exuberante. Passeios de barco pelo lago e trilhas até cachoeiras próximas são algumas das opções oferecidas por sua beleza natural. O lugar fica lotado em janeiro, fevereiro e na Páscoa – no resto do ano, porém, você pode ficar com a vila só para você. Chegar à Villa Traful já é metade da diversão – ela fica a 80 km ao norte de Bariloche via a RP 65, uma estrada não asfaltada. Seguindo ao leste de Traful, ao longo do rio Traful até a RN 237, você passa por paisagens espetaculares, com formações rochosas imponentes. O escritório de turismo fica no lado leste da vila e fica aberto diariamente no verão, mas só aos fins de semana no inverno.