Bangkok

Vendedor em mercado na água, Bangkok

Por que ir?

O mesmo de sempre, mas diferente. É a filosofia tailandesa de slogan de camiseta que resume Bangkok, uma cidade onde os sabores de vários lugares se misturam num prato quase sempre picante.

Comida verdadeira

Você só pode dizer que provou comida tailandesa quando comer numa rua de Bangkok, onde os noodles se misturam ao seu suor, e os sentidos são entorpecidos pela pimenta malagueta, pela exaustão e pelo barulho. A mistura pode ser avassaladora, os sabores subjacentes – picante, azedo, doce e salgado – não são, vamos assim dizer, feijão-com-arroz. Mas para aqueles que gostam de comida verdadeira, que não precisam de toalhas brancas, talvez não exista destino melhor no mundo. E com a imigração trazendo todas as cozinhas regionais e internacionais para a capital, é também uma experiência verdadeiramente diversificada.

Gente divertida

A barreira linguística pode parecer enorme, mas nunca impediu alguém de amar o povo tailandês. Os sustentáculos culturais da capital ficam evidentes em, virtualmente, todas as facetas da vida cotidiana, mas de forma mais divertida, por meio do senso de sà·nùk (diversão) dos residentes. Em Bangkok, tudo que vale a pena ser feito deve ter um elemento de sà·nùk. Pedir comida, fazer o câmbio e pechinchar nos mercados normalmente implicará um toque brincalhão – um pouco de sedução, talvez, e um sorriso. É uma linguagem que não requer palavras e fácil de aprender.

Exploração urbana

Com tantas coisas acontecendo nas ruas, há poucas cidades no mundo que recompensem seus exploradores de forma tão bela quanto Bangkok. Encerre um passeio de barco com uma esticada a um mercado matutino escondido. Um passeio fora do circuito  habitual de Banglamphu pode terminar numa conversa com um monge. Perca-se pelas ruazinhas minúsculas de Chinatown e depare-se com uma apresentação ao vivo de ópera chinesa. Ao anoitecer, deixe o BTS (Skytrain) levar você até Th Sukhumvit, onde a cena da vida noturna local revela uma cidade sofisticada e dinâmica.

Contrastes

São as contradições que dão à  Cidade dos Anjos sua personalidade rica e multifacetada. Vá além da superfície e encontrará uma cidade de mega shopping centers climatizados e lojas de grifes internacionais a apenas alguns minutos de casas de vilas de 200 anos; de templos budistas com pináculos de ouro dividindo espaço com ruas do submundo iluminadas por neon; de engarrafamentos de trânsito sendo ultrapassados por barcos de cauda longa navegando pelo rio real; e de ruas apinhadas de vendedores ambulantes de comida abaixo de restaurantes que servem coquetéis exóticos no topo de arranha-céus. Você pode ter certeza de que, ao acelerar em direção ao futuro, Bangkok continuará a exibir esses contrastes que emprestam à cidade o seu inesgotável caráter tailandês.

 

Porque eu amo Bangkok

Por Austin Bush, autor

É verdade que há alguns fatores – o clima quente, a poluição, a instabilidade política – que tornam Bangkok uma cidade longe do ideal. Mas há muito mais que a faz incrível. Eu amo a comida. Que outra cidade tem uma abordagem gastronômica tão saborosa, aberta, insaciável e fanática? Eu amo a Bangkok antiga. Distritos como Banglamphu e Chinatown ainda carregam o mesmo caráter e espírito indomável de antigamente. E eu estaria mentindo se não dissesse também que amo a nova Bangkok – quem não tem uma queda por mega shopping centers e ar condicionado?

Última atualização: 20 de Outubro de 2014

Dicas e artigos

  1. Um guia para visitar Bangkok durante a coroação do rei em maio

    03 de Abril de 2019

    Viajantes com destino a Tailândia, marquem seus calendários para a Coroação Real de Sua...

    Leia mais

Veja todas as dicas & artigos para Bangkok