Belo Horizonte

Todas em Belo Horizonte

‹ Anterior

de 1

Próxima ›
  1. Casa Cheia

    O nome da casa já diz tudo: se quiser tirar a prova, apareça em algum final de semana. Os fregueses formam uma longa
    fila à porta deste tradicional restaurante no Mercado Central, onde um grupo de mulheres prepara pratos típicos num gigantesco
    fogão. Dentre os pratos do dia, há uma insuperável feijoada.

  2. Hotel Ibis

    Equidistante entre o centro e o bairro de Savassi, e a poucos passos da arborizada praça da Liberdade, este hotel
    bastante conveniente oferece quartos confortáveis (embora nada especiais), num edifício alto e sem charme atrás de um belo sobrado geminado. O café da manhã (R$14) e o estacionamento (R$15) são cobrados à parte.

  3. Instituto de Arte Contemporânea Inhotim

    Gigantesco parque permeado por 21 requintadas galerias de arte moderna e inúmeras esculturas ao ar livre, que fica 50km a oeste de BH, próximo à cidade de Brumadinho. Grande parte da coleção de arte brasileira e internacional aqui exposta tem dimensões monumentais, e as galerias foram construídas sob medida, a fim de acomodar as obras. Os jardins do parque, abertos ao público em outubro de 2006, e em constante expansão, contêm mais de 4 mil espécies de plantas (incluindo a maior coleção de palmeiras do mundo), pavões e lagos com cisnes. Você pode simplesmente passear pelo agradável local, ou participar de visitas guiadas por profissionais qualificados nas áreas de artes visuais e ciências naturais. Dez lanchonetes/
    restaurantes espalhados pela propriedade servem de tudo, desde cachorro-quente a sofisticados pratos gourmet internacionais. Terça-feira é um excelente dia para ir até lá, já que a entrada é gratuita; no fim de semana, o lugar fica lotado, porém há mais visitas guiadas.

    De terça a domingo, a Saritur tem ônibus diretos (R$32,50 ida e volta, 1h e 30min somente ida), de Belo Horizonte a Inhotim, às 9h15, retornando às 16h30. A alternativa é pegar um dos três ônibus diários da Saritur, de BH a Brumadinho (R$16,35, 1h e 20min) e de lá pegar um táxi até o centro de arte (R$15).

  4. Lá em Casa

    A proprietária Marília (um doce de pessoa) e Christophe, seu marido francês, são os perfeitos anfitriões deste acolhedor hostel numa casa histórica dos anos 1930, no bairro boêmio de Santa Tereza. Vindo de Savassi ou do centro, o trajeto de ônibus até o local leva 10-15min, embora seja mais conveniente ir de táxi, caso você tenha muita bagagem.

  5. Memorial Minas Gerais – Vale

    Principal destaque do projeto de restauração da praça da Liberdade em 2010, este museu contemporâneo registra a cultura
    de Minas entre os séculos 17 e 21 em três andares de galerias interativas com arte vanguardista e instalações audiovisuais.

  6. Royal Savassi Hotel

    Bem localizado, a norte de Savassi, a leste da praça da Liberdade, este hotel-excecutivo, voltado para quem vai à cidade a negócios, é uma ótima opção para o fim de semana, quando as diárias são reduzidas pela metade. As instalações incluem camas confortáveis, enormes TVs de tela plana, frigobares, uma Jacuzzi na cobertura e, no piso térreo, o restaurante Amadeus,
    onde o bufê de almoço com saborosos pratos é acompanhado de vinhos de uma das adegas mais completas de Minas Gerais.

  7. Xapuri

    Dona Nelsa, a proprietária deste famoso restaurante mineiro, serve fantásticos pratos da cozinha mineira em mesas de piquenique sob um teto de palha, ao lado de redes artesanais, que podem ser usadas para brincadeiras das crianças ou
    para descansar depois do almoço. Na entrada da casa há dois fornos a lenha, além de duas vitrines que exibem atraentes e coloridas sobremesas.