CalifórniaDicas e artigos

A melhor viagem de carro: Central Coast da Califórnia

Morro Bay, Califórnia

Sara Benson

Você não pode dizer que conheceu o Golden State – “Estado Dourado”, como e apelidada a Califórnia – se não percorreu a surrealmente cênica Central Coast (a rodovia costeira). Cruze cidadezinhas de praia com o mais puro estilo surfista, bosques de sequoias com cara de conto de fadas, refúgios selvagens e sítios históricos, tudo com vista para o Pacífico.

Comece pegando a estrada na “hiponga” Santa Cruz, depois siga pela Highway 1 no sentido sul, até a marítima Monterey e a lindíssima região de Big Sur. Depois de passar pela ensolarada SoCal, em San Luis Obispo, siga pela Highway 101 até a chique Santa Barbara, com seus vinhedos mediterrâneos e ilhas paradisíacas na costa. Apenas se lembre de relaxar – essa costa idílica merece ser saboreada aos poucos.

Diversão na Monterey Bay

Junte-se aos surfistas em suas roupas de neoprene, à caça das grandes ondas de Santa Cruz, onde a contracultura típica do norte da Califórnia se mistura à cultura de praia do sul. Perto do píer, o aroma de algodão-doce e de pipoca com manteiga se mistura com o ar marinho no calçadão. Após uma voltinha na Giant Dipper, uma montanha-russa de madeira dos anos 1920, dê uma olhada no farol que fica no pequenino Santa Cruz Surfing Museum (Museu do Surfe de Santa Cruz). Dirija no sentido oeste, até a praia estadual Natural Bridges, que tem como marca registrada as suas arcadas naturais e para o Seymour Marine Discovery Center, onde os olhinhos das crianças vão se deslumbrar com experimentos científicos interativos e bem bacanas.

No curto trecho sul, pela Highway 1, até Monterey, não deixe de parar no Moss Landing (www.mosslandingchamber.com). Alugue um caiaque e reme pela reserva natural Elkhorn Slough (www.elkhornslough.org), onde não faltam pássaros para observar, além de focas descansando à beira da água. Depois do exercício, satisfaça o seu apetite com bolinhos de siri e ostras no Phil's Fish Market (www.philsfishmarket.com), um restaurante de frutos do mar dirigido por uma família que fica perto do porto – de lá partem os passeios de observação de baleia da operadora Sanctuary Cruises, durante o ano todo.

Farol Point Pinos, em Monterey Bay

 

As bandeiras de três nações diferentes – Espanha, México e EUA – já foram hasteadas em Monterey, outro porto pesqueiro bem movimentado. A turística Cannery Row (www.canneryrow.com), famosa por aparecer no trabalho do romancista do século 20 John Steinbeck, não é, na verdade, a principal atração, embora o seu grande aquário Monterey Bay Aquarium encante pessoas de todas as idades. Tão memorável quanto são as vistas do mar que você pode fotogravar durante um passeio pelo Lovers Point (www.seemonterey.com) e ao longo da praia estadual Asilomar (www.parks.ca.gov). Outros panoramas e animais da região ficam à vista na reserva natural Point Lobos, logo ao sul do vilarejo artístico de Carmel-by-the-Sea, com sua igrejinha espanhola que mais parece uma caixa de joias.

 

Igreja em Carmel-by-the-sea

 

Libere seu lado hippie em Big Sur

Os penhascos costeiros de Big Sur, seus refúgios boêmios, suas praias tempestuosas e florestas de sequoias ficam, todos, próximos à rodovia abreviada como Hwy 1, ao sul de Carmel-by-the-Sea. Muita tinta já foi gasta na descrição da beleza dessa costa escarpada, mas nada chega a preparar você para a visão dessa natureza intocada.

Embora Big Sur seja mais um estado de espírito do que um lugar que se possa apontar no mapa, a muito fotografada Bixby Bridge sinaliza que você chegou à região. Se tiver sorte, os condores da Califórnia, em risco de extinção, estarão sobrevoando o parque estadual Andrew Molera. Mais a sul, caminhe pelas florestas de sequoias de outro parque estadual, o Pfeiffer Big Sur,sinta os pés sobre as areias roxas da Pfeiffer Beach e veja uma das raras cachoeiras da Califórnia que desaguam numa praia, no Julia Pfeiffer Burns State Park.

Bixby Bridge...posso ir agora?

 

Conecte-se ao passado beatnik de Big Sur na Henry Miller Library (www.henrymiller.org), um centro de artes comunitário, ou no Esalen Institute, no mais puro estilo new age, que atrai visitas constantes por suas fontes de água quente no topo do penhasco. Termine seu dia perfeito em Big Sur com um hambúrguer Ambrosia e uma cerveja artesanal no pátio com vista para o mar do Nepenthe, que fica na propriedade que pertencia às lendas de Hollywood Orson Welles e Rita Hayworth. Quem ainda não estiver pronto para deixar para trás as belezas naturais de Big Sur pode levantar acampamento à beira do rio ou reservar uma cabana no Treebones Resort (www.treebonesresort.com).

Relaxe em San Luis Obispo

Descendo em espiral pelos penhascos rochosos de Big Sur, a rodovia Highway 1 encontra o mar novamente em Cambria. Zebras criadas em cativeiro (sim, zebras!) passeiam pelas fazendas ao pé do Hearst Castle, uma grandiosa mansão construída no século 20 pelo magnata da imprensa William Randolph Hearst. Faça um passeio por sua exuberância exagerada, com antiguidades europeias de preço incalculável, depois valseie pelos jardins em flor e ao redor da Neptune Pool (Piscina de Netuno), cercada por estátuas clássicas. De volta ao trecho sul da Highway 1, rume para a cidadezinha surfista de Cayucos (www.cayucosbythesea.com), onde você pode passear pelo píer ao pôr do sol, ou pelo porto pesqueiro de Morro Bay (www.morro-bay.ca.us), onde caiaques e lontras dividem a superfície do mar.

Morro Bay

 

Quando finalmente chegar a San Luis Obispo, parabenize-se por ter cumprido metade do trajeto entre San Francisco e Los Angeles! Essa cidade universitária foi eleita uma das cidades norte-americanas mais hippies – veja por si mesmo. Programe a sua visita para uma quinta-feira à noite, quando há um mercado de produtores locais no centro – churrasqueiras, comida caseira e diversão gratuita. 

Se você preferir dormir ao som das ondas, basta ir um pouco adiante ao sul, pela Highway 101, até a ensolarada Avila Beach (www.visitavilabeach.com), ou até a Pismo Beach (www.pismobeach.org), com seu charme retrô dos anos 1950, para onde o ídolo do cinema James Dean costumava levar as suas namoradas para encontros secretos nos motéis à beira-mar. Pare por tempo suficiente para experimentar o sanduíche de frutos do mar do Pismo’s Splash Cafe (www.splashcafe.com) ou um balde de frutos do mar quentinhos no Cracked Crab, antes de pegar novamente a estrada.

Pismo Beach

 

Santa Barbara espanhola e arredores

Falando francamente, a cidade elegante de Santa Barbara é uma beleza para se flanar. Aninhada entre montanhas altas e com vista para o Pacífico cintilante, tem ares de cidadezinha do Mediterrâneo, com seus telhados avermelhados, construções brancas e outros charmes. Para uma vista panorâmica de 360º, suba até o terraço do tribunal do condado ou vá à igreja espanhola (ou “Mission”, como se diz em inglês) de Santa Barbara, a única da Califórnia a sobreviver ao domínio mexicano.

Desça a rua State até o mar e o Stearns Wharf, o mais antigo píer da costa oeste ainda em funcionamento. Mais próxima aos trilhos do trem, a Funk Zone (www.funkzone.net) de Santa Barbara é repleta de restaurantes e barzinhos, além de galerias de arte e lojas de pranchas de surfe feitas sob medida.

Em seu último dia, saia da cidade. Siga para o norte, até a região de vinhedos de Santa Barbara (www.sbcountywines.com), que é retratada pelo filme independente Sideways. Ou continue na direção sul pela rodovia costeira Highway 101 até Ventura (www.cityofventura.net), onde você pode pegar um barco para o remoto parque nacional Channel Islands para viver aventuras inesquecíveis de acampamento, trilhas, mergulho e caiaque.

Santa Barbara: ê charme!

 

 

Este artigo foi publicado em Julho de 2014 e foi atualizado em Novembro de 2014.

Califórnia