CalifórniaDicas e artigos

Napa e Sonoma: conheça o Wine Country da Califórnia

Vale de Sonoma

A região número 1 da América no quesito viticultura merece sua reputação como uma das melhores do mundo.

Apesar de todo o alvoroço sobre o estilo Wine Country, é da terra que vêm todas as histórias da região. As colinas pontilhadas com carvalhos centenários têm uma coloração amarelada sob o sol de verão, e as vinhas formam um tapete nas encostas até os olhos as perderem de vista, finalizando com florestas exuberantes serpenteadas por rios.

LEIA MAIS: A melhor viagem de carro é para Central Coast da Califórnia

 

Vale do Napa

Foto por: ©Kyle Spradley/500px 

 

A região vinícola do vale do Napa é famosa pelo verdadeiro cabernet sauvignon local e pela comida fabulosa. O vale do Napa atrai mais de 4 milhões de visitantes por ano e cada um deles deseja beber vinho, jantar, mergulhar nas fontes termais dos spas e deitar-se em roupas de cama imaculadamente brancas.

A uva cabernet é rainha em Napa. Não há melhor variedade que ela, que produz o cabernet sauvignon – na França, equivalente ao bordeaux –, e nenhum vinho tem maior preço. Outras, como sangiovese e merlot, também prosperam na região.

 

O que visitar: Dry Creek General Store

Foto por: ©Mark Read/Lonely Planet 

 

Antes da degustação de vinho no vale Dry Creek, faça uma parada nesse armazém antigo, onde locais e ciclistas se reúnem para tomar um café. Entre os suprimentos perfeitos para um piquenique estão sanduíches de salame Toscano e queijo manchego em pão ciabatta borrachudo.

LEIA MAIS: As praias mais surpreendentes do mundo

 

Vale do Sonoma

Foto por: ©Mark Read/Lonely Planet

 

Nós temos uma certa afeição pelo jeito folk de Sonoma. Ao contrário de Napa, em Sonoma ninguém vai se preocupar se você dirige um calhambeque e vota no partido verde. Os moradores carinhosamente chamam o vale de “Slow-noma”. A cidade de Sonoma está ancorada no bucólico vale de 27,2 quilômetros e é uma ótima base para explorar Wine Country – a apenas uma hora de São Francisco. Um lugar maravilhoso, com pontos históricos do século 19 que cercam a praça da cidade.

Se tiver tempo, explore o lado tranquilo e rústico de Sonoma, ao longo do vale do rio Russian e veja o caminho para o mar.

As colinas são cobertas por grama ao longo de 27,2 quilômetros do vale do Sonoma. São quarenta adegas que recebem menos atenção do que as de Napa, mas muitas são igualmente boas. Se você gosta de zinfandel e syrah, terá uma surpresa.

Os piqueniques são permitidos nas vinícolas de Sonoma. Pegue o mapa e os cupons de desconto na cidade de Sonoma ou, se estiver próximo do sul, vá ao Centro de Visitantes do Vale do Sonoma, no Cornerstone Gardens.

LEIA MAIS: Os 10 lugares mais bonitos do mundo onde acordar

 

O que visitar: Sonoma histórica

Os aficionados pela história da Califórnia devem dar uma volta pela Sonoma Plaza e pelo Sonoma State Historic Park para vestígios da revolução de 1846 contra o México, quando alguns americanos pioneiros, embalados por muita coragem, declararam a independência na cidade de Sonoma. Faça um tour pelo acampamento militar, agora um museu, e pela Mission San Francisco de Solano.

 

Não perca: Petrified Forest

Há 3 milhões de anos, uma erupção vulcânica perto do monte St. Helena devastou um campo de sequoias entre Calistoga e Santa Rosa. As árvores caíram na mesma direção, longe da erupção, e ficaram cobertas de lama e cinzas. Ao longo do tempo, os troncos gigantes se petrificaram e gradualmente a erosão deixou-os expostos. Os primeiros foram descobertos em 1870. Um monumento marca a visita de Robert Louis Stevenson, em 1880. Ele descreve isso em The Silverado Squatters. Situada oito quilômetros a noroeste da cidade, saindo da Hwy 128.

 

Este artigo faz parte do guia Descubra a Califórnia, que será lançado em breve pela Lonely Planet

Este artigo foi publicado em Março de 2016 e foi atualizado em Março de 2016.

Califórnia