China

Todas em China

‹ Anterior

de 2

  1. Aberdeen Fish Market Canteen

    Quem entende melhor de peixes e mariscos do que um pescador? Escondido no mercado de peixe, este restaurante discreto administrado por pescadores é um lugar genuíno para saborear frutos do mar super frescos, preparados por quem entende do assunto. O lugar não tem menu e você vai precisar de um amigo que fale cantonês para fazer a reserva com pelo menos dois dias de antecedência (duas semanas nos fins de semana). Diga ao dono, Ah Lo, o quanto quer pagar e ele encontra as melhores criaturas marinhas à disposição, aplicando seu toque de Midas ao prepará-las. Os visitantes sem reserva podem provar a excelente rabanada ao estilo de Hong Kong e outras especialidades cha chaan tang (“de casa de chá”). Aberto apenas na hora do almoço. Não há placas em inglês – procure pelo edifício amarelo simples, de telhado verde, no final do mercado de peixe.

  2. Aqua Spirit

    Quando anoitecer, você vai entender o porquê da iluminação suave e da mobília preta deste bar super na moda – as janelas de dois andares, do chão ao teto, proporcionam vistas panorâmicas, que ganham vida após o pôr-do-sol, do horizonte da Ilha de Hong Kong. As mesas ao lado das janelas são maravilhosas para namorar. Nos fins de semana, um DJ toca hip hop e lounge jazz.

  3. Blanc de Chine

    Esta loja suntuosa se especializa em jaquetas masculinas e vestidos de seda chineses, tanto prontos como sob medida. Um vestido exuberante de paetê leva cerca de quatro semanas para ficar pronto, incluindo uma prova. Se você não estiver em Hong Kong um mês depois, a loja envia para você.

    As roupas de cama em cetim também são lindas (assim como os gabinetes de navios antigos em que estão à mostra).

  4. Canton Singing House

    Um dos salões mais antigos e atmosféricos de canto grupal, o Canton lembra um set de filmagem, com seus globos espelhados e relicários reluzentes. Cada sessão conta com 29 cantores e todos têm fãs. Os patrocinadores pagam uma gorjeta de, no mínimo, HK$20 (por pessoa) se gostam de uma música. Mas mesmo se você não gostar, é legal deixar uma gorjeta às vezes, pela experiência – é só colocar o dinheiro numa caixa que fica no palco. Por HK$100, você pode cantar uma música.

  5. Chan Wah Kee Cutlery Store

    Nesta loja humilde, o Mr Chan, que aos 80 anos é um dos poucos mestres na afiação de facas remanescentes na Ásia, usa nove pedras diferentes para amolar cada lâmina, e alterna entre água e óleo. Se trouxer a sua faca, ele cobra entre HK$100 e HK$600, com uma espera de três meses. Mas se comprar dele – a seleção é ótima –, fica pronta na hora. Os preços variam de HK$200, por uma faquinha de aparar, a cerca de HK$2000 por uma faca Shun.

    Os clientes dele incluem chefes, açougueiros, alfaiates e donas-de-casa de todo o mundo. Alguns clientes já chegaram a enviar facas willow japonesas para que ele aplicasse seu toque mágico. Cortadores, cutelos, fatiadores, facas de aparar e até tesouras – ele já fez de tudo. A loja fica ao lado da Bowring St.

  6. Golden Computer Arcade & Golden Shopping Center

    Ocupando andares diferentes de um edifício em frente à estação de metrô de Sham Shui Po, estes dois locais são o destino de quem procura computadores e periféricos a preços baixos. A Golden Computer Arcade abrange o subsolo e o térreo; o Golden Shopping Centre, o 1º andar. As “3Cs” são geralmente consideradas as melhores lojas: Centralfield (Golden Shopping Centre); Capital (Golden Computer Arcade); e Comdex (em ambos).

  7. Island Pacific Hotel

    O lobby deste hotel é de mármore e iluminado por candelabros, o que contrasta com os quartos pequenos e os elevadores lentos. Os quartos “side harbour view” dão para uma rua lateral e são muito escuros. Nós preferimos os quartos standard. A piscina, rodeada por uma vista de prédios imponentes, promete uma experiência subaquática surreal.

    Nossos autores independentes visitaram o Island Pacific Hotel e o elegeram como um dos nossos hotéis recomendados na Ilha de Hong Kong: the Peak e Nordeste.

  8. JJ Hotel

    Este hotel tem 40 quartos básicos e limpos que ocupam quatro andares. Não espere por detalhes especiais, mas as suas necessidades serão satisfeitas. Há um serviço gratuito de armazenamento de bagagem por até 15 dias. O tamanho dos quartos é bom em relação ao preço e a Hong Kong. O hotel não serve café da manhã, mas há várias opções de cafés e restaurantes nas imediações. O restaurante malaio-chinês Old Bazaar fica na mesma rua.

    Nossos autores independentes visitaram o JJ Hotel e o elegeram como um dos nossos  hotéis recomendados na Ilha de Hong Kong: Wan Chai e Nordeste.

  9. Lui Seng Chun

    Abraçando uma esquina fica esta bela “casa e loja” de quatro andares, de propriedade de uma escola de medicina chinesa. Edifício histórico (de cerca de 1931), apresenta uma mistura de estilos arquitetônicos chineses e europeus – varandas profundas, balaustres em forma de urna e outras interpretações extravagantes do estilo de uma villa italiana neoclássica. O térreo, que tem uma loja de chás de ervas, é aberto ao público. Passeios guiados gratuitos até a clínica do andar de cima estão disponíveis mediante registro. São em cantonês, mas os objetos exibidos têm etiquetas bilíngues.

    Um passeio em inglês pode ser organizado para grupos de mais de quatro pessoas. Marque uma consulta se quiser que um médico chinês meça a sua pulsação.

  10. Luk Yu Tea House

    Esta casa de chá deslumbrante (de cerca de 1933), conhecida pela culinária magistral e a decoração art déco oriental, era o lugar frequentado por artistas de ópera, escritores e pintores (incluindo o criador da pintura que honra uma das paredes), que vinham dar recitais e discutir o destino nacional. Hoje, alguns dos garçons da época dos glamourati de cabelos desgrenhados continuam a servir o chá da mesma maneira agradavelmente irreverente.

    Os conhecedores de chás podem pedir variedades especiais servidas numa guk dzung (焗盅), uma tigela com tampa e pires que conserva melhor o sabor da infusão – combinação perfeita com o cenário antigo de ventiladores de teto, biombos e vitrais.

  11. Mira Moon

    O cara mais novo do pedaço é também o mais legal. A decoração deste hotel-butique de 91 quartos tem inspiração no conto de fadas chinês Deusa da Lua e o Coelho de Jade – com murais de coelhos estilizados, lanternas chinesas gigantes e piso de mosaicos em motivos gráficos de peônias. Mesmo com toda a badalação, os funcionários do hotel são simpáticos e prestativos, e tem mais – a arquitetura é ecologicamente correta.

    São os detalhes que fazem a diferença. As banheiras soltas dos quartos Half Moon (“meia-lua”) e Full Moon (“lua cheia”) são irresistíveis; já os quartos New Moon, mais econômicos, oferecem chuveiros walk-in. Todos os quartos vêm com um telefone que os hóspedes podem carregar durante a estadia para acesso 3G gratuito e chamadas locais e internacionais. Os frigobares têm leite de soja e refrigerantes gratuitos, e dá para conectar o iPad do quarto à TV. As amenidades incluem academia 24 horas, um restaurante de tapas de culinária fusion hispano-chinesa e – naturalmente – um DJ da casa.

    Nossos autores independentes visitaram o Mira Moon e o elegeram como um dos nossos  hotéis recomendados na Ilha de Hong Kong: Wan Chai e Nordeste.

  12. O Mosteiro dos 10.000 Budas

    Vale a pena subir o morro para visitar este curioso templo, 500m ao noroeste da estação de Sha Tin. Construído na década de 1950, o complexo tem, na verdade, mais de 10.000 budas. Cerca de 12.800 estátuas em miniatura revestem as paredes do templo principal, e dezenas de estátuas douradas de seguidores do Buda, em tamanho natural, ladeiam a escadaria íngreme que leva ao complexo do mosteiro. Há diversos templos e pavilhões distribuídos por dois níveis, assim com um templo pagode de nove andares.

    Para chegar ao mosteiro, use a saída B da estação de Sha Tin e desça a rampa, passando por uma série de casas tradicionais da Vila de Pai Tau à esquerda. Vire à esquerda e entre na Pai Tau St, depois à direita e siga pela Sheung Wo Che St. No final dessa rua, uma série de placas em inglês mandam você seguir à esquerda, ao longo de um caminho de concreto e em meio a bambuais, até o primeiro dos cerca de 400 degraus que conduzem ao mosteiro.

  13. Passeios de Barco em Tai O

    ($20 por 30min) Há um século, esta vila predominantemente tanka, na costa oeste de Lantau, era um importante porto pesqueiro e mercantil, exportando sal e peixe para a China. Hoje, Tai O está em declínio, exceto talvez como destino turístico, oferecendo um vislumbre intrigante da vida de uma tradicional vila de pescadores. Tai O fica parte em Lantau e parte numa ilhota a cerca de 15m da praia. Até meados da década de 1990, a única forma de travessia era por meio de uma balsa cujo cabo de reboque era puxado por idosas hakka. Isso, mais o grande número de sampanas no pequeno porto, conferiu a Tai O o apelido de “Veneza de Hong Kong”. Embora hoje a estreita passarela de ferro de Tai Chung abranja o canal, a balsa de cabo de reboque é ressuscitada em alguns fins de semana e feriados – deixe $1 na caixinha ao desembarcar. Há também passeios curtos de barco pelo rio partindo da passarela.

  14. Passeios de sampana

    Os passeios de sampana são uma maneira divertida de conhecer partes do litoral da ilha, e é fácil encontrar operadores de sampana circulando pela extremidade leste da Aberdeen Promenade. Eles normalmente cobram cerca de HK$68 por pessoa por um passeio de 30min (cerca de HK$120 até Sok Kwu Wan, e HK$150 até Yung Shue Wan em Lamma).

    Se você só quer dar uma olhadinha nas docas, pode pegar a pequena balsa até a Ilha de Ap Lei Chau (adulto/criança abaixo de 12 anos HK$2/1.10), que também é uma destino possível para aqueles à procura de pechinchas, atraídos pelos outlets. Alternativamente, embarque na balsa gratuita até o Jumbo Kingdom Floating Restaurant e volte.

    O passeio marítimo é de fácil acesso a partir do terminal rodoviário de Aberdeen. Para chegar lá, vá pela passagem subterrânea de pedestres sob a Aberdeen Praya Rd.

  15. Piggy Grill

    Esta joia escondida serve o melhor leitão assado ($490 cada) da cidade, sem sombra de dúvida. Mas você tem de fazer o pedido com um dia de antecedência (ligue para 2194 8188). Deste modo, eles podem pré-cozinhar o suíno vietnamita de duas semanas de idade. Só quando você chegar ao restaurante é que eles preparam a pele crocante, um pouco antes de servir – um processo de 10 minutos que o chefe deixa você filmar. Os pratos grelhados também são excelentes. O Piggy Grill faz entregas e cobra $600 por leitão, mas você precisa encomendar com um dia de antecedência e pedir a um amigo chinês para passar o seu endereço.