Cuzco

Praça central de Cuzco

Por que ir?

Os incas consideravam Cuzco o umbigo do mundo. Uma visita a essa cidade leva os viajantes ao reino cósmico da antiga cultura andina, destruída e fundida com os esplendores coloniais e religiosos da conquista espanhola, mais tarde embrulhada como uma bem-sucedida armadilha para turistas. Seja bem-vindo a um místico e fantástico mundo de paradoxos, do qual Cuzco é só a porta de entrada. Mais adiante ficam o Vale Sagrado, o campo andino pontilhado de aldeias, os vilarejos e as ruínas em pontos altíssimos, ligadas por trilhas e solitárias linhas de trem à maior atração do país: Machu Picchu. Os costumes antigos não foram esquecidos. Tecidos coloridos lembram o passado, assim como as fiestas e carnavais muito loucos, com a fibra da tradição pagã nos solenes rituais católicos. A paisagem, dinâmica, vai de picos andinos a florestas de altitude com orquídeas e às planícies amazônicas. Você pode explorar a região a pé, de bicicleta, fazendo rafting em rios turbulentos ou simplesmente pegando ônibus locais para cantos remotos e empoeirados desse extenso departamento.

Última atualização: 03 de Outubro de 2014