EuropaDicas e artigos

Top 10 destinos de inverno na Europa

Andy Symington

Na Europa o inverno vem de várias formas – no norte polar há uma quantidade considerável de neve e semanas sem sol, enquanto no ameno mediterrâneo você encontra um sol preguiçoso, e na Europa Central cafés aconchegantes e espírito natalino.

É um momento inspirador para visitar as grandes cidades e vilas charmosas: com menos filas você consegue colocar mais coisa em seu itinerário e os preços de baixa temporada tornam uma viagem europeia acessível em novembro, dezembro, janeiro e fevereiro. Com a rede de trens da Europa você pode explorar países em seu próprio tempo e conhecer locais cuidando de suas vidas longe do turismo frenético do verão.

 

Só existe um meio de transporte apropriado para um encontro com o Papai Noel em Rovaniemi, Finlandia © Roman Babakin / Shutterstock

1. Rovaniemi, Finlândia

Vários clichês natalinos caracterizam Rovaniemi, a residência terrestre “oficial” do Papai Noel. O barbudo favorito de todo mundo passa seu tempo em uma gruta do círculo polar, e visitá-lo é gratuito (mas tirar fotos é outra história). Neve e renas aumentam o espírito festivo enquanto o museu Arktikum mostra como é a vida nessa latitude.

Dica: os termômetros finlandeses tem mais números abaixo do zero que acima, então leve boas roupas de inverno.

 

Viena é famosa por seus espetaculares mercados de natal © posztos / Shutterstock

 

2. Mercados de natal, Alemanha e Áustria  

Em dezembro esses românticos e históricos mercados surgem por toda a Alemanha e outros países da Europa Central. Espere barraquinhas fofas que vendem de biscoitos de gengibre a sinos de trenó, além de bastante bom humor, tudo coroado com uma taça de glühwein.

Dica: os mercados famosos de Colônia, Viena e Munique atraem multidões de turistas, mas vale a pena procurar os de cidades menores. 

 

Ver a aurora boreal nunca é garantido, mas uma visita a Abisko, na Suécia, te dá uma boa chance © Mihai Speteanu / Shutterstock

 

3. Abisko, Sweden

O mais ao norte que você consegue chegar na Europa de trem, Abisko, na Lapônia, é para os que amam de verdade o inverno. O sol não nasce durante várias semanas em dezembro e janeiro, mas a escuridão torna o local um dos melhores do mundo para ver a majestosa aurora boreal. Outras atrações incluem ski cross-country em trilhas pelo parque nacional e trenós puxados por huskies.

Dica: Vá até a vizinha Kiruna para ver o famoso Icehotel.

Tenha o Partenon, e outras maravilhas da Grécia Antiga, só para você em uma visita invernal a Atenas © PavleMarjanovic / Shutterstock

 

4. Atenas, Grécia

É um saco tentar apagar 500 pessoas da sua foto do Partenon que, não fosse isso, poderia ganhar um prêmio, mas no inverno esse não é um problema. Todos os estresses do verão – multidões, preços de alta temporada, calor, filas, poluição – praticamente desaparecem. É a melhor época para explorar a herança antiga do país e experimentar a cultura local.

Dica: Você deve com certeza explorar as ilhas, mas a maioria dos hotéis fecha no inverno.

Curta emoções e espetáculos nesse natal com uma visita ao Tivoli de Copenhagen © Sean Pavone / Shutterstock

 

5. Copenhagen, Dinamarca

Para um inverno europeu com cara de conto de fadas o lar de Hans Christian Andersen é imbatível. Esqueça a supervalorizada Pequena Sereia e visite os aconchegantes bares e cafés da cidade para ver a neve caindo lá fora. No coração da cidade, o parque de diversões do século 19, Tivoli, é uma delícia kitsh e romântica na época do natal, com luzes que aquecem o coração e glögg que aquece seu corpo.  

Dica: Esbanje em uma refeição no Noma, considerado por muitos o melhor restaurante do mundo (as reservas esgotam rápido, então tente fazê-las com meses de antecedência).

Assista o vídeo aqui:

https://www.lonelyplanet.com/video/the-best-of-budapests-thermal-baths/v/vid/270 via @lonelyplanet

 

6. Budapeste, Húngria

Casais patinando de mãos dadas, soltar nuvens de vapor no ar gelado – não há lugar melhor para isso que o pitoresco parque da capital húngara, o Városligeti Műjégpálya, com seu enorme rinque a céu aberto. Ficou gelado depois? Budapeste é famosa por suas ornamentadas termas.

Dica: De noite procure um ‘ruin pub’ – bares agradáveis engenhosamente instalados em prédios abandonados.

A Eslováquia é o lugar para visitar nesse inverno se você é um esquiador com pouco dinheiro © mpaniti / Shutterstock

 

7. Jasná, Eslováquia

A Eslováquia oferece esqui de alta qualidade por preços acessíveis. Hospedagem e comida têm preços razoáveis também e há uma simpatia que falta em algumas das montanhas mais esnobes dos Alpes. Jasná é a melhor estação de esqui da Eslováquia, com descidas longas ladeadas por árvores nevadas em meio às lindas Montanhas Tatras.

Dica: Voos diretos para a Eslováquia podem ser caros, então entre na Europa por outro ponto.

Os jardins da Generalife são apenas uma das maravilhas de Granada, uma das cidades mais fascinantes da Espanha – e talvez da Europa © Yuriy Biryukov / Shutterstock

 

8. Andaluzia, Espanha

Partes da Andaluzia ficam mais ao sul que a costa Africana, então espere temperaturas amenas no inverno. A hospedagem é barata e multidão em atrações como a Alhambra, em Granada, ou a catedral de Sevilla é muito menor. Além do que, as tapas e vida noturna das cidades são animadas como sempre.

Dica: Vá para a Sierra Nevada, perto de Granada, se quiser esportes de neve.

 

Siga os passos de Vlad Ţepeş, o Drácula histórico, em uma visita a Sighişoara, Transylvania © Matt Munro / Lonely Planet

 

9. Transylvania, Romênia

Você não pode visitar a toca do Drácula em um dia ensolarado com cordeirinhos balindo pelos campos, certo? Melhor com um céu cinzento, árvores nuas e uma montanha de neve. Braşov e Sighişoara, a duas horas de trem uma da outra, são maravilhosas cidades medievais com várias ligações com Vlad Ţepeş, o Drácula histórico, embora ele provavelmente nunca tenha pisado em seu assim chamado castelo.

Dica: Bram Stoker nunca visitou a Romênia, então não espere muitos paralelos com o livro ou filmes.

O Carnevale de Veneza é o ponto alto do inverno europeu, mas reserve com antecedência © Oleg Znamenskiy / Shutterstock

 

10. Veneza, Itália

Sombriamente lindo e um tanto esquisito, o Carnevale de Veneza, em fevereiro, é um dos pontos altos da Europa. Fantasias elaboradas e máscaras assustadoras trazem à vida a colorida história da cidade. Bailes mascarados são caros, mas você pode se divertir horrores nos eventos gratuitos com uma máscara comprada na rua, só esteja preparado para uma multidão épica.

Dica: Reserve acomodação com antecedência. Fazer um bate e volta de trem baixa os preços consideravelmente.

Publicado originalmente em dezembro de 2012.

Este artigo foi publicado em Abril de 2019 e foi atualizado em Abril de 2019.

Europa

Destaques