Fernando de Noronha

Isso é que é paisagem...

Visitar esse arquipélago do Atlântico, a 350km de Natal, é para muitos a viagem dos sonhos. Essa antiga base militar e colônia penal, formada por uma ilha média e outras 20 menores, é simplesmente deslumbrante.

A combinação de longas praias, vegetação exuberante, pináculos rochosos e ondas quebrando em espetaculares falésias e ilhotas forma uma paisagem majestosa –mesmo em pequena escala – sem igual no planeta.

Grande parte das áreas terrestres e oceânicas do arquipélago se insere num parque nacional, e a fauna, a flora, a paisagem e o ambiente
marinho são protegidos dos efeitos do hiperdesenvolvimento. O número de visitantes é controlado e atuantes organizações de preservação cuidam com muito zelo de sua população de golfinhos e tartarugas.

As 17 baías da ilha principal estão entre as mais bonitas do Brasil, a maioria amparada por falésias ou morros com densa vegetação – todas elas de frente para águas deliciosamente mornas e transparentes. Algumas são protegidas por promontórios ou ilhas próximas
à costa, ideais para nadar e praticar snorkeling; outras apresentam séries de ondas que alucinam os surfistas.

Com águas mornas de mais de 30m de visibilidade e abundante vida marinha, incluindo grandes criaturas como tartarugas, golfinhos e tubarões (inofensivos), os mergulhos ao redor de Noronha são os melhores do Brasil. Pelas mesmas razões, o snorkeling também é
fantástico.

Última atualização: 07 de Maio de 2014