Dicas e artigos

Em junho, não perca o Bumba Meu Boi de São Luís

São Luís

São Luís é famosa pelo Bumba Meu Boi– um festival folclórico animado e fascinante. Com influências africanas, indígenas e portuguesas que se mesclaram nos tempos coloniais, é uma rica mistura de música, dança e teatro, com fantásticas máscaras e fantasias coloridas. Em uma atmosfera carnavalesca, os participantes dançam, cantam, atuam e contam a história da morte e da ressurreição do boi – com muito espaço para improvisação. Acontece por todo o Maranhão, e só em São Luís cerca de 400 grupos tomam as ruas todo mês de junho. Novas músicas, danças, poemas e fantasias são criados todos os anos.

A história e seu formato são diferentes por todo o Nordeste, mas o roteiro geral é o seguinte: Catirina, afilhada de um fazendeiro, está grávida e sente desejo de comer a língua do melhor boi da fazenda. Ela adula seu marido, Chico, até que ele mate o boi de propriedade do fazendeiro. Quando o animal morto é descoberto, várias personagens (caricaturas de todos os estratos da sociedade) rastreiam o responsável pelo crime. Chico é levado a julgamento, mas o boi ressuscita graças a feitiços e canções. O marido é perdoado e o final feliz ocorre no reencontro entre Chico e Catirina.

Tradicionalmente, os grupos começam a ensaiar no sábado que antecede a Páscoa para a preparação do “batismo” do seu boi em 13 de junho, na festa de Santo Antônio, ou 23 de junho (São João). Muitos ensaios são abertos ao público e alguns grupos começam meses antes da Páscoa (peça os horários nos escritórios de informações turísticas ou no seu hotel). Durante a festa, vários grupos se apresentam em locais diferentes da cidade todas as noites de 13 a 30 de junho. As performances mais comerciais podem durar apenas 1 hora, mas as celebrações das comunidades locais chegam a durar a noite toda. As noites de 23-24 e 29-30 de junho são especialmente animadas.

O período do Bumba Meu Boi é ótimo para assistir a outras manifestações afro-brasileiras, como o Tambor de Crioula, dançado por mulheres.

Este artigo foi publicado em Junho de 2014 e foi atualizado em Novembro de 2014.