Dicas e artigos

10 bebidas pelo mundo que substituem os benefícios do café

China © Philippe Semanaz

Ao contrário do que muitos pensam, o café não é a última bolacha do pacote. Existe, sim, uma variedade de outras bebidas quentes ao redor do mundo que também são fonte de energia.

1. Masala chai  (Índia)

Qualquer indiano reage ao ouvir o chamado de um “chai wallah” (vendedor de chá). Usado originalmente como um tônico para despertar a mente e o espírito, o masala chai é um chá preparado à base de folhas de chá preto e várias especiarias, podendo ser servido com ou sem leite. O chá preto tornou-se parte da receita quando a Companhia das Índias Orientais o introduziu no século XIX.

2. Mate (Argentina)

 © Beatrice Murch 

Para os argentinos, dividir um mate com os amigos é uma verdadeira confraternização. Rico em vitaminas e antioxidantes, o chá é feito com folhas de erva-mate secas introduzidas em uma cuia com água quente, e bebido através de um canudo de metal conhecido como bombilha, que também serve como filtro. A cuia é passada de um para outro, como um gesto de amizade, então é melhor não recusá-la.

3. ‘Sbiten’ (Rússia)

Para enfrentar o rigoroso inverno russo você precisa de um tônico. Felizmente, o sbiten alivia as gargantas russas desde o século XII, e além disso, é muito saudável. Ele é feito com água fervente, mel, frutas secas e especiarias moídas, como cravo e tomilho. Suas propriedades de cura são conhecidas por reforçar as defesas do corpo e aumentar a agilidade mental. A bebida faz tanto sucesso que até passou a ser consumida durante os meses mais quentes também. Dica: algumas receitas podem levar um tiquinho de vodka ou vinho.

4. Chá de menta (Marrocos)

Quem vai ao Marrocos não consegue tirar os olhos da maneira como o chá de menta é servido: lá do alto. O ato ajuda a resfriar o chá e raramente acontece alguma incidente, como derramar o líquido. Feito com folhas de hortelã fresca e uma generosa quantidade de açúcar, é comum beber um copo deste néctar cinco ou seis vezes por dia. Normalmente, ele é servido em recipientes metálicos e de cores vivas - que são tão valorizados quanto o próprio chá. Servir esta bebida é um gesto de hospitalidade, por isso, muitos marroquinos consideram indelicado recusar uma xicará.

5. Chá de bolhas (Taiwan)

 © Joshua Rappeneker

Típica da ilha chinesa de Taiwan, a bebida refrescante chegou recentemente ao Brasil e está disponível em uma infinidade de sabores. A base da receita original leva pérolas de tapioca e bolhas de suco concentrado, que promovem uma sensação relaxante ao serem mastigadas - daí o nome "bubble tea". Há também a opção de escolher entre duas bases, chá verde ou chá preto, e misturar a polpa da fruta com leite.

6. Api morado (Bolívia)

Irresistivelmente doce, com uma cor fúcsia, o api morado é consumido no café da manhã. Esta mistura de milho roxo, canela, cravo, açúcar e água quente é um grande tônico para enfrentar o ar gélido andino. Atualmente, ele é misturado com limão, abacaxi ou outras frutas, e acompanhado de outro clássico da Bolívia, as empanadas. O api morado aquece o estômago desde os tempos do Império Inca, e cientistas descobrem cada vez mais informações sobre suas propriedades anti-inflamatórias e seus efeitos sobre a saúde.

7. ‘Po cha’ (Tibete)

po cha ou "chá de manteiga" é uma mistura de chá preto cozido por horas misturado com manteiga de iaque (um bovino comum em alguns locais da Ásia) e sal. Ele é consumido no café da manhã e em momentos em que é preciso de uma energia extra para continuar acordado e atento. Mas, por ter um sabor bem diferente, pode ser difícil gostar dele logo de primeira. A cada gole, o ritual é reabastecer o copo. Dica: quando te servirem essa bebida, o melhor a fazer é esperar até o final da visita e beber tudo de um gole só.

8. ‘Sahlep’  (Turquia)

© maddy_kulkarni 

O doce café turco é uma injeção de energia para qualquer visitante de palácios e bazares de Istambul. Mas no inverno, os turcos preferem o sahlep, que leva leite quente adoçado e raízes raladas de orquídeas. Cremosa, nutritiva e com um aroma floral bem leve, os romanos consideravam essa bebida afrodisíaca. 

9. ‘Tieguanyin’ (China)

O chá Tieguanyin é fermentado e lembra o sabor de um vinho branco envelhecido. Além de ser um chá perfeito para acompanhar grandes pratos da culinária oriental, também reduz o colesterol e controla a pressão, se bebidos três vezes ao dia. Não se esqueça de servir primeiro a visita antes de você mesmo. E se alguém te servir chá, o sinal de agradecimento é dar uma batidinha com a ponta do dedo na mesa..

10. ‘Anijsmelk’ (Holanda)

Quando o inverno congela os lagos e canais holandeses, a patinação é normalmente acompanhada por um copo de anijsmelk. A bebida é preparada com leite quente e anis, que adiciona um toque perfumado ao clássico holandês - se você gosta do sabor do alcaçuz, você vai ficar louco pelo anijsmelk. Usado para acalmar o estômago, ele pode vir acompanhando de poffertjes (minipanquecas).

Este artigo foi publicado em Abril de 2016 e foi atualizado em Abril de 2016.