Dicas e artigos

40 atrações gratuitas em Nova York

Central Park

Por Robert Reid

Com seu grande volume de (ótimas) atrações, Nova York faz você gastar boa parte do orçamento da viagem apenas com ingressos. Empire StateBuilding? 23 dólares. Museu Metropolitan? 25 dólares. O Guggenheim e o Whitney custam 18 e 12 dólares, respectivamente. Até ver a Coleção Frick sai por 18 dólares. Mas há, ainda, muita diversão a ser aproveitada antes de gastar um só centavo, e não é fazendo trilhas em parques, andando de bicicleta ou olhando vitrines. (E alguns desses lugares que cobram ingressos também têm horários gratuitos – veja ao final.)

Viajantes econômicos, mãos à obra!

 

1. African Burial Ground

Uma das histórias mais fascinantes e controversas de Lower Manhattan nos últimos anos tem a ver com o local em que foi construído o novo African Burial Ground National Monument (Monumento Nacional do Cemitério Africano). Tudo começou quando um projeto de construção em 1991revelou ali um cemitério de escravos – mais de 400 caixões foram encontrados – de uma época em que Nova York possuía mais escravos do que qualquer outra cidade americana, perdendo apenas para Charleston, na Carolina do Sul. Do lado de fora, você pode ver parte desse terreno, agora cercado por edifícios. O compacto centro de visitantes reconta com excelência a história afro-americana na cidade.

 

2. Tour por uma cervejaria no Brooklyn

Tours gratuitos pela Brooklyn Brewery, em Williamsburg, são organizados a cada hora entre 13-17h aos sábados e 13-16h aos domingos. 79 N 11th St, Williamsburg, Brooklyn.

 

3. Central Park

Não é preciso ser um superespecialista em viagens para dizer que a entrada no Central Park é gratuita, já que a maioria dos parques não cobra nada mesmo. Mas o Central Park não é como a maioria dos parques: mesmo tendo sido projetado em 1860, como uma forma de estimular o crescimento da parte norte da ilha, ele parece sempre estar um passo à frente dos outros. E é repleto de eventos gratuitos, estátuas, oportunidades para observar o movimento local e ícones, como o Strawberry Fields, um mosaico baseado em “Imagine” próximo ao edifício Dakota, onde John Lennon foi morto em 1980. Outro atrativo é “the Pond” (ou “o Pequeno Lago”), na ponta sudeste, onde Holden Caulfield, personagem do livro “O Apanhador no Campo de Centeio”, perguntava-se para onde iam os patos no frio.

 

4. Galerias de Chelsea

A maior concentração nova-iorquina de galerias de arte fica no descolado bairro de Chelsea, a maioria nas ruas 20 e poucos, entre as avenidas 10th e 11th. Acesse westchelseaarts.com ou veja as indicações do Gallery Guide (guia de galerias). Todas têm entrada gratuita, e não há pressão para comprar. Tente ir em noite de inauguração, às quintas-feiras, quando as festas são regadas a queijo e vinho.

 

5. Prefeitura de Nova York

Lar do governo da cidade e do estado de Nova York desde 1812, a City Hall oferece passeios que passam pelo salão de mármore sob uma grande cúpula e pela sala do governador, assim como pelo lugar onde ficou o caixão de Abraham Lincoln por um curto período em 1865. É preciso reservar o tour com antecedência. City Hall Park, em frente à Brooklyn Bridge, Lower Manhattan.

                                                                    

6. Fashion Institute of Technology (FIT) Museum

Todo dia é dia de Fashion Week no FIT Museum (Museu do Instituto Tecnológico de Moda), que abriga exposições temporárias de estudantes e uma coleção interessante e detalhada da primeira galeria de moda do país, são 50 mil peças que datam do século 18 até ao presente. Seventh Ave e 27th St, Garment District, Midtown West.

 

7. Federal Hall

Dois presidentes deram início aos seus mandatos em Nova York: o primeiro de todos, George Washington, que fez seu juramento no Federal Hall em 1789, quando a cidade era a capital do país; o segundo foi Chester A. Arthur. Há uma bela escultura na parte de fora do edifício, com vista para a Bolsa de Valores de Nova York, do outro lado da rua (a famosa Wall Street), e, em seu interior, um pequeno museu recentemente reformado, sobre a Nova York pós-colonial. 26 Wall St, Lower Manhattan.

 

8. Federal Reserve Bank

Reserve com pelo menos uma semana de antecedência a visita ao Federal Reserve Bank, que é gratificante, sobretudo, por observar a segurança acirrada do edifício – afinal, há 10 mil toneladas de ouro lá dentro, a 25 m de profundidade no subsolo. Há, ainda, exposições sobre falsificação de dinheiro, além de uma coleção de moedas da Sociedade Numismática Americana. Os tours (seis ao dia, segunda a sexta, exceto feriados bancários) são a única forma de entrar no local. 33 LibertySt, Lower Manhattan.

 

9. Coleção Forbes

As galerias no lobby do edifício da revista guardam raridades da coleção pessoal do falecido Malcolm Forbes, como antigos tabuleiros do jogo Banco Imobiliário. 62 Fifth Ave na 12th St, Greenwich Village.

 

10. General Ulysses S Grant National Memorial

Também conhecida como “Grant's Tomb” (Tumba de Grant), essa estrutura de granito de 600 mil dólares que guarda os restos mortais do herói da Guerra Civil e 18º presidente (e de sua mulher, Julia) é o maior mausoléu dos Estados Unidos. Foi inspirado no túmulo de Mausoloem Halicarnasso, tornando-o uma versão plagiada de uma das Sete Maravilhas do Mundo. Riverside Drna 122nd St, Morningside Heights.

 

11. Governor's Island

O ferry boat para a Governor's Island é gratuita, assim como o acesso a essa ilha de 172 acres aberta ao público apenas a partir de 2003. Há uma trilha de bicicleta de 3.500 km, um campo de minigolfe e uma área para piquenique, além de marcos militares, como a Admiral's House (Casa do Almirante) e uma espécie de “cidade fantasma” no Nolan Park. Os ferries partem de Battery Maritime Bldg, Slip 7, Lower Manhattan.

 

12. Tours a Pé pela Grand Central

Dois historiadores lideram os tours de 90 minutos, às 12h30 toda sexta-feira, pelos marcos da bela estação ferroviária Grand Central, como a “galeria dos sussurros” e o Chrysler Building. 120 Park Ave, na 42nd St, Midtown East.

 

13. Green-Wood Cemetery

Esse que já foi o segundo destino mais visitado dos Estados Unidos, perdendo apenas para Niagara Falls, é um lindo cemitério fundado em 1838 e repouso eterno de mais de 600 mil pessoas (o equivalente a uma fila de corpos de 850 km, se colocados de comprido). Arborizado e bem cuidado, abriga o ponto mais alto do Brooklyn em Battle Hill, marco da Guerra da Independência, agora realçado por uma estátua de 2,13 m de altura da deusa romana da sabedoria, Minerva. Procure os periquitos verdes na entrada gótica do cemitério – são fugitivos de um acidente no aeroporto JFK, em 1980, que vivem aqui até hoje. 500 25th St, Sunset Park, Brooklyn.

 

14. Hamilton Grange

Você sabe que é importante quando pode manter uma grange (chácara) em Nova York. Essa, a Hamilton Grange, foi reaberta em 2011 após uma reforma e é o refúgio em estilo campestre onde Alexander Hamilton passava dias tranquilos antes de ser morto em um duelo. St Nicholas Park na 141st St, Hamilton Heights.

 

15. High Line

Trata-se de um parque, então é normal que seja gratuito, mas o projeto do High Line, em constante expansão, tem o impacto e a atmosfera de uma atração de primeira classe – com horários de abertura e tudo mais. Criado a partir de um trecho abandonado de trilhos de trem suspensos, com paisagismo inspirado na natureza local, esse parque de 10 m de comprimento liga o Meatpacking District às galerias do Chelsea (também atrações gratuitas) e, por fim, ao Javits Center no sul de Hell's Kitchen. Há vistas maravilhosas do rio Hudson e dos pedestres caminhando pelas calçadas lá embaixo. Fique de olho em instalações públicas de arte e eventos. Gansevoort Street até 30th St (até o momento), entre 9th e 11th Aves, Chelsea.

 

16. Hispanic Society of America Museum & Library

A maior coleção de arte espanhola fora da Espanha preenche esse belo edifício da Hispanic Society of America Museum & Library(Museu e Biblioteca da Sociedade Hispânica da América), no tranquilo Audobon Terrace, lá em cima no norte de Manhattan. Broadway e 155th St, Washington Heights.

 

17. Japan Society

Para ver filmes e palestras é preciso comprar um ingresso, mas as exposições na Japan Society (Sociedade Japonesa, com ênfase na arte) são sempre gratuitas. 333 E 47 St, entre First e Second Aves, Midtown East.

 

18. National Museum of the American Indian

Antes parte do Smithsonian (o museu nacional dos Estados Unidos), ao lado do Bowling Green e Battery Park, esse museu vê muita gente passando em frente à sua fachada todos os dias, para ver a Estátua da Liberdade – e poucos percebem que ele está ali. Na antiga US Customs House (1907), um belo edifício, o National Museum of the American Indian (Museu Nacional de Índios Americanos) possui uma das melhores coleções de arte indígena do país. O foco é na cultura, não na história, reunindo mais de um milhão de peças. Abriga também eventos especiais. 1 Bowling Green, Lower Manhattan.

 

19. Earth Room de Nova York

Agora algo completamente diferente: o Earth Room, a instalação artística de Walter De Maria, de 1977, é uma sala preenchida com 127 toneladas de terra, que combina a decoração de um escritório comum com o aroma fresco da floresta. 141 WoosterSt, SoHo.

 

20. Bliblioteca pública de Nova York

A New York Public Library, a mais famosa biblioteca da cidade (também conhecida como Stephen A. Schwarzman Building), que completou 100 anos em 2011, ocupa um belo edifício-ícone das Belas-Artes a leste da Times Square. Sua fachada é guardada por leões chamados Paciência e Bravura, e esse é só o começo das belezas do prédio, das quais se destaca a sala de leitura com capacidade para 500 pessoas, onde elas leem à luz de lâmpadas Carre-and-Hastings originais. Há também peças em exibição, como uma cópia da Declaração da Independência original, uma Bíblia de Gutenberg e 431 mil mapas antigos. Há tours gratuitos às 11h e às 14h de segunda a sábado e às 14h no domingo (fecha aos domingos no verão). Fifth Ave na 42nd St, Midtown East.

 

21. Old Stone House

Uma herança das origens holandesas do Brooklyn e uma sobrevivente da trágica Batalha do Brooklyn, a Old Stone House (Velha Casa de Pedra) abriga uma pequena exposição sobre esse fato histórico. Às vezes, o andar de cima é alugado para eventos. Fifth Ave, entre ruas 3th e 4th, Park Slope, Brooklyn.

 

22. Caiaque no ancoradouro público

Você pode emprestar caiaques sem pagar nada em ancoradouros como o Downtown Boat house e o Long Island Community Boathouse, no Queens.

 

23. Rockefeller Center Public Art

Construído nos anos 1930 da Grande Depressão, o enorme Rockefeller Center é mais do que o cenário para os programas de TV do canal NBC (as filas começam, em geral, às 6h) e para a árvore de Natal gigante em dezembro (além dos tours pela NBC de 19 dólares e a entrada de 21 dólares para o mirante lá em cima!). Mas não deixe de dar uma passada para ver a exibição de arte encomendada sob o tema de “Homem em um cruzamento olha incerta, mas esperançosamente, para o futuro”. Ok, o nome é um pouco longo, mas as peças causam impacto, como a estátua de Prometeu observando o rinque de patinação, ou de Atlas segurando o mundo no número 630 da Fifth Ave. Os murais de Jose Maria Sert no prédio principal (GE Building), com personagens como Abraham Lincoln, substituem as “figuras comunistas” (de Lênin, por ex.) do esnobado (e, portanto, furioso) Diego Rivera. Entre avenidas Fifth e Sixth, entre as ruas 49th e 50th, Midtown.

 

24. Schomburg Center for Research in Black Culture

Parte do sistema de bibliotecas da cidade, essa é a maior coleção de documentos, livros, gravações e fotografias relacionados à experiência afro-americana no país. O Schomburg Center também abriga exibições gratuitas e tours autoguiados. Também há tours guiados gratuitos, mas precisam ser reservados com pelo menos um mês de antecedência. 515 Malcolm X Blvd na 135th St, Harlem.

 

25. Socrates Sculpture Park

No East River, com vista para a Roosevelt Island e o Upper East Side, o Socrates Sculpture Park (Parque de Esculturas Sócrates), um antigo lixão, agora tem instalações de arte interessantes, shows de luzes e filmes às quartas-feiras no verão. Broadway na Vernon Blvd, Astoria, Queens.

 

26. Ferry para Staten Island

Todo mundo quer ver a Estátua da Liberdade. E os passeios de ferry (aquele tipo de balsa) começam em 12 dólares. Mas o ferry de transporte de pessoas, que sai do New York Harbor, é de graça e há tempos carrega a fama de ser a melhor atração gratuita da costa leste da ilha. Desde 1905, mais ou menos, ele carrega 19 milhões até o outro lado todos os anos. Tecnicamente, o trajeto leva à Staten Island, mas a maioria dos turistas mal chega ao destino e embarca de novo para voltar a Manhattan. É sempre uma boa ideia. Ponta leste do Battery Park, Lower Manhattan.

 

Atrações gratuitas em horários e/ou dias específicos:

27. American Museum of Natural History, entrada franca no último horário (16h45-17h45). O preço é apenas “sugerido” no restante do dia (portanto também gratuito, se você tiver a cara de pau de sugerir $0). Central Park West & 79th St, Upper West Side.

28. Brooklyn Botanic Garden, entrada franca às quintas-feiras e de 10-12h aos sábados. Eastern Parkway na Washington Ave, Prospect Heights, Brooklyn.

29. Brooklyn Museum, entrada franca no primeiro sábado de cada mês, quando há uma grande degustação de vinho e festas com DJ que atraem metade da vizinhança. 200 Eastern Parkway na Washington Ave, Prospect Heights, Brooklyn.

30. Bronx Zoo, pague o quanto desejar às quartas-feiras.2300 Southern Blvd, The Bronx.

31. El Museo del Barrio, grátis no terceiro domingo de cada mês. 1230 Fifth Ave, entre ruas 104th e 105th, Spanish Harlem.

32. Isamu Noguchi Garden Museum, pague o quanto quiser na primeira sexta-feira dom mês. 
9-01 33rd Rd, Astoria, Queens.

33. Museum of Modern Art, entrada franca 16-18h às sextas-feiras. Fica lotado. 11 W 53rd St, entre avenidas Fifth e Sixth, Midtown West.

34. Museum of the Moving Image, entrada franca 16-18h às sextas-feiras. 35th Ave, na 36th St, Astoria, Queens.

35. Neue Galerie, entrada franca 16-18h na primeira sexta-feira de cada mês. 1048 Fifth Ave na 86th St, UpperEastSide.

36. New York Botanical Garden, entrada franca às quartas-feiras, 10-12h no sábado. Bronx River Pkwy e Fordham Rd, The Bronx.

37. New York HistoricalSociety, pague o quanto quiser, 18-20h às sextas-feiras. 2 W 77th St no Central Park West, Upper West Side.

38. South Street Seaport Museum, entrada franca na terceira sexta-feira de cada mês. 
207 Front St, Lower Manhattan.

39. Studio Museum no Harlem, entrada franca nos domingos. 144 W 125th St na Adam Clayton Powell Blvd, Harlem.

40. Wave Hill, entrada franca das 9h ao meio-dia, de terça a sábado. W 249th St na Independence Ave, Riverdale, The Bronx.

 

Este artigo foi publicado em Outubro de 2013 e foi atualizado em Novembro de 2014.