Dicas e artigos

Aventuras cheias de adrenalina na Bolívia

Se você está buscando atividades que façam sua adrenalina correr, a Bolívia é o lugar certo. Suas paisagens épicas são um playgroud gigante para os que buscam emoções fortes, seja escalando geleiras ou fazendo rapel em cachoeiras ou ainda pedalando por uma das rotas mais famosas do mundo. Aqui estão dez aventuras que te tirarão da sua zona de conforto e farão seu coração acelerar.


Trekkers no nevado Huayna Potosi © Subbotsky / Getty Images

Escale um pico nevado

Dominando o skyline de La Paz, a majestosa Cordilheira Real é o lar de algumas das montanhas mais altas da Bolívia e infinitas oportunidades de montanhismo. O Maciço Condoriri consiste em 13 picos nevados e alpinistas com experiência podem subir três deles –Pequeño Alpamayo, Pico Ilusion e Cabeza del Condor, o mais alto e mais difícil com quase 5.700 metros de altitude – em uma aventura de cinco dias inesquecível. Alpinistas inexperientes – mas determinados – podem tentar o Huayna Potosi, com frequência chamado de “a montanha de mais de 6.000 metros mais fácil do mundo” por sua acessibilidade. Você receberá um treinamento básico, só para ter certeza que você esta apto a passar vários dias em altitude. 

Operadora que recomendamos: Bolivian Mountain Guide

Surfe em uma duna de areia

O Parque Regional Lomas de Arena, a 30 minutos de carro da cidade de Santa Cruz, está rapidamente se tornando a capital do sand-boarding na América do Sul. Suas dunas de areia são parte de uma reserva protegida que é cercada de florestas e lar de preguiças, macacos, capivaras e uma multidão de pássaros. O tour inclui um safari em 4X4 e uma caminhada guiada antes dos participantes deslizarem pelas dunas de 12 metros em uma prancha especial, seja sentados ou em pé.  

Operadora que recomendamos: Nick's Adventure Tours


Rap jumping  em La Paz te dá a chance de testar suas habilidades de super-herói © AIZAR RALDES / Getty Images

Rap jumping em altitude

Se você sempre quis se sentir como o Homem-Aranha, então rap jumping no centro de La Paz pode ser pra você. Essa aventura vertiginosa não é para os fracos: conhecida também como “escalada para frente” essa atividade é um rapel em que você fica virado para baixo. Depois de praticar um pouco, você vai saltar de um prédio de 50 metros e ver o chão correndo na sua direção. Mas não se preocupe, alguém está cuidando dos freios e se você amarelar, você sempre pode se virar e escalar da forma tradicional. Você até pode se vestir como seu super herói favorito, se quiser.

Operadora que recomendamos: Urban Rush

Navegue na correnteza

Não faltam aventuras de água-doce na Bolívia, seja para os novatos ou os experientes navegadores de rios. Em um passeio de um dia saindo de La Paz, você pode experimentar correntezas nível III e IV em um trecho de 38km do Rio Coroico em Yungas. É uma montanha russa emocionante, mas há também vários pedaços calmos para que você possa observar o impressionante cenário da floresta. O Rio Huarinilla também pode ser alcançado com um passeio de um dia, ou os rafters dedicados podem optar por expedições de vários dias no Rio Tuichi no Parque Nacional Madidi.

Operadora que recomendamos: Liquid Madness

Vá ao subsolo em Potosí

Se você não gosta de alturas, experimente rastejar pelas minas de 550 anos no Cerro Rico, a montanha que tornou Potosí uma das cidades mais ricas do mundo colonial. Mas isso não é um museu: é uma mina ativa e uma perigosa, inclusive. Em um tour de quatro horas, você seguirá um guia – os ex-mineiros são os melhores – por passagens claustrofóbicas e testemunhas em primeira mão as duras condições que esses trabalhadores enfrentam. Não seja apenas um voyeur, mas tente conversar com eles – eles apreciam presentes como folhas de coca e cigarros.

Operadora que recomendamos: Marco Polo Tours


O entorno do Salar de Uyuni oferece diversas aventuras para o viajante em busca de adrenalina © Sarah Gilbert / Lonely Planet

Explore além do Salar de Uyuni

A maior planície de sal do mundo e suas ilhas cheias de cactos são apenas no início desse tour de três dias que escapa do roteiro turístico para alguns dos cenários mais extraordinários da Bolívia, de formações rochosas surrealistas ao deserto mais seco do mundo e lagoas coloridas repletas de flamingos cor-de-rosa. Você vai se maravilhar com vulcões ativos, relaxar em águas termais, conhecer as lhamas e vicunhas do Reserva Nacional da Fauna Andina Eduardo Avaroa e dormir em refúgios rústicos ou peculiares hotéis de sal. E nessa altitude, as noites com frequência são congelantes.

Operadora que recomendamos: Red Planet Expedition

Voe pela Amazônia

Veja a selva como um macaco nesse canopy comunitário perto Rurrenabaque. O canopy da Villa Alcira é de propriedade dos índios Tacanas e são eles que gerenciam o lugar. Ali você pode aprender sobre a vida selvagem no Parque Nacional Madidi além de deslizar por ele em alta velocidade. A Zzip the Flying Fox oferece três linhas em Yolosa que podem ser combinadas com a Estrada da Morte para uma grande onda de adrenalina. No ponto mais alto, você desliza 350 metros acima do solo da floresta e pode alcançar a velocidade de 85 km/h enquanto olha para uma reserve de vida selvagem lá embaixo..

Operadora que recomendamos: Canopy Villa Alcira and Zzip the Flying Fox

Paraglide em La Paz

Se você sonha em planar como um condor, por que não experimentar um tour de paraglider por La Paz? O passeio dura meio dia e os voos saem de manhã do Huajchilla, no sul da cidade. Eles podem até te deixar tomar o controle por um minuto, mas durante o resto de sua aventura aérea só relaxe e aproveite as vistas espetaculares da Monte  Illimani – ainda melhores que do teleférico para El Alto. Saphanani é outro ótimo ponto de partida para paragliders, a 45 minutos da cidade de Cochabamba.

Operadora que recomendamos: Andes Xtremo


Ciclistas navegam pelas curvas da Estrada da Morte boliviana © Filrom / Getty Images

Pedale na “Estrada da Morte”

A tensa descida dos Andes para a Amazônia por uma das estradas mais perigosas do mundo com certeza te dá o direito de se gabar. Ela começa a 4.700 metros de altura, nos picos de La Cumbre, perto de La Paz, passa de asfalto para terra e fica cada vez mais quente e poeirenta até terminar, cinco horas depois, em Yolosa. No caminho você precisará negociar curvas fechadas e quedas repentinas, poderá parar para admirar a paisagem espetacular e passará por memoriais a todos os motoristas que não conseguiram.

Operadora que recomendamos: Gravity Bolivia

Rota Vertical

Viciados em adrenalina irão amar a Rota Vertical, a duas horas de La Paz. O circuito é compacto, mas cheio de ação e começa com um rapel de 15 metros, seguido pela Ponte Tibetana – uma ponte suspensa composta de 30 metros de comprimento composta por apenas três finos arames. Depois é preciso escalar uma parede íngreme por 40 metros, antes de chegar a uma tirolesa, outro longo rapel e então tudo termina com um salto livre da beira de um penhasco. E alguns dizem que a estrada para chegar lá é igualmente apavorante.

Operadora que recomendamos: Altitude Adventures

Este artigo foi publicado em Setembro de 2018 e foi atualizado em Setembro de 2018.