Dicas e artigos

Os destinos com melhores custo-benefício para 2020

 

1. Sonda Oriental, Indonésia

Essa região da Indonésia é frequentemente deixada de lado, mas promete recompensar aqueles viajantes que quando chegam a Bali não ficam apenas por ali. As ilhas da província de Sonda Oriental oferecem aos seus visitantes praias cristalinas e relaxantes – inclusive, um dos melhores lugares para praticar mergulho na Indonésia você encontra na ilha de Alor. Em alguns locais que visitar, você se sentirá um turista solitário, notando, com certeza, que a província não fica tão lotada de pessoas como acontece em Bali, Lombok ou nas ilhas Gili. Com o fechamento da Ilha de Komodo em 2020 para turistas, como parte de um plano para preservar a população do famoso lagarto dragão-de-komodo, caso deseje ver esses grandes lagartos é preciso ir até Rinca. Não importa qual seja o seu destino, saiba que quanto mais tranquila e independente for a sua viagem, menos dinheiro você gastará nela.

Se estiver em busca de areia branca, espetaculares mergulhos e lugares tranquilos, Sonda Oriental é o seu “País das Maravilhas” © AFRIANDI / GETTY IMAGES

 

2. Budapeste, Hungria

Dentre todas as grandes cidades da Europa Central, Budapeste é uma das melhores para o seu bolso, uma vez que oferece atrações tão memoráveis que a coloca no topo da lista de lugares a se conhecer nesse continente. Procure um banho termal menos visitado, onde, por alguns dólares, você poderá relaxar nas águas quentes pelas quais Budapeste é famosa. Em toda a cidade, você encontrará animados bares de vinho, alternativos “bares ruínas” em prédios antigos estilosos e versões modernas da renomada cultura de cafés daqui. Passear pela maravilhosa arquitetura art noveau de Budapeste, incluindo a estação de trens Keleti (o melhor lugar de chegada e partida da cidade), não lhe custará nada e lhe renderá material para muitas postagens nas redes sociais, mesmo após o fim da viagem.

Budapeste oferece aos seus visitantes uma rica história e exuberante arquitetura, além de águas termais com poderes medicinais © ZGPHOTOGRAPHY / SHUTTERSTOCK

 

3. Madhya Pradesh, Índia

Contemplar a vida selvagem é uma experiência única nesse estado da Índia. A primeira diferença é o preço – as excursões para observação de animais aqui custam bem menos do que as na África. Nas reservas de Madhya Pradesh, incluindo a Reserva de Tigres de Bandhavgarh e o Parque Nacional de Pench, há muito para se ver além dos tigres: você pode encontrar javalis selvagens, veados-manchados e macacos langures. É uma experiência distinta da que você tem em um safári africano – a graça de observar tigres é o mistério, contemplar os raros relances das famosas listras em meio à floresta. Muitas vezes, não se vê nada desse grande felino, mas as chances de conseguir ter um vislumbre dele estão melhorando, devido ao crescimento da população dessa espécie. Em outros lugares do estado, você encontrará atrações famosas como os templos Khajuraho e as históricas vilas de Orchha e Mandu que atraem menos visitantes que o popular vizinho Rajastão.

Suas chances de ver um tigre-de-bengala em Madhya Pradesh são as mesmas de vê-los em outros lugares da Índia © NIMIT VIRDI / GETTY IMAGES

 

4. Buffalo, Nova York, EUA

A revitalização de Buffalo continua a todo vapor. Então, planeje a sua viagem, aproveitando a grande oferta de voos baratos para a cidade e a sua crescente rede de hotéis e restaurantes. O superinterativo Children’s Museum deve inaugurar em 2020, e as recém-restauradas casas de Frank Lloyd Wright, Graycliff e Darwin D. Martin, também são destaques. Visitantes podem explorar a cena gastronômica da cidade na Expo Market, uma praça de alimentação moderna, ou saborear as cervejas artesanais da Resurgence Brewing Company, cujas instalações aproveitam o espaço de uma antiga fábrica de motores. As Cataratas do Niágara estão a meia hora de ônibus e visitá-las é uma ótima opção de passeio de um dia, com o bônus de você, se assim desejar, poder se hospedar em uma das acomodações mais autênticas de Buffalo.

A prefeitura de Buffalo é uma obra-prima art déco © PAUL BRADY / ALAMY STOCK PHOTO

 

5. Azerbaijão

O Azerbaijão é um destino singular, devido ao ótimo custo-benefício das acomodações, atrações e da gastronomia locais. Baku, localizada às margens do mar Cáspio, possui arquitetura ambiciosa, revigorantes museus e um ar cosmopolita fortalecido por influências globais. Sim, você ainda está na Europa, mesmo que não pareça – fora da capital Baku, a paisagem é misteriosa, repleta de vulcões de lama. Os visitantes podem seguir viagem para o interior, a fim de conhecer cidades que estão em franco desenvolvimento, em contraste com as vilas perdidas no tempo. Encontramos ao norte e oeste do país as onipresentes montanhas do Cáucaso – distantes de qualquer aglomeração de pessoas, mas um lugar de calorosa hospitalidade.

Baku tem várias maravilhas arquitetônicas, como a mesquita de Heydar © ALEXANDER MELNIKOV / 500PX

 

6. Sérvia

A Sérvia é um autêntico país europeu, cheia de personalidade e que, apesar de merecer ser explorada com calma, apenas foi descoberta pelos viajantes há pouco tempo. Nem se pode dizer que a Sérvia esteja se escondendo – sua capital, Belgrado, é um dos grandes cruzamentos do continente há séculos. Hoje a cidade tem uma descontraída cultura de cafés durante o dia e festas não muito caras à beira do rio Danúbio à noite. Quando deixar Belgrado, você ainda terá à sua disposição a maior parte das maravilhas da Sérvia. Aventuras ao ar livre, spas e vinícolas, antigos mosteiros e memoriais monolíticos da época iugoslava esperam a sua visita.

As maravilhas naturais da Sérvia são o cenário perfeito para muitas aventuras com ótimo custo-benefício © ALEKSANDAR TODOROVIC / SHUTTERSTOCK

 

7. Tunísia

A Tunísia é o lugar ideal para visitar se você deseja ser apresentado ao norte da África a um custo razoável. Enquanto Marrocos oferece semelhante imersão cultural, os esforços da Tunísia para reconquistar os turistas se concentram em oferecer preços competitivos e realçar a sua singularidade. A medina de Tunis, as ruínas da antiga Cartago e o subúrbio à beira-mar de Sidi Bou Said são um contraponto cultural às infinitas opções de praia do país. Há experiências únicas aqui, você não as vivenciará em nenhuma outra parte do mundo, como o fácil acesso às dunas do deserto do Saara, onde Luke Skywalker vislumbrou os sóis gêmeos pela primeira vez, e as tradicionais pousadas do país, que oferecem acomodações coloridas e cheias de personalidade.

Uma mesquita branca brilha em Chenini, uma vila berbere fortificada no distrito de Tataouine © Leonid Andronov/Getty Images

 

8. Região de Cape Winelands, África do Sul

A África do Sul está sempre presente em listas de lugares com taxa de câmbio amigável para quem procura safáris de primeira qualidade e outras chances de observar a vida selvagem; mas o país oferece muitas outras atrações além do Parque Nacional Kruger e demais reservas. A uma curta viagem do fabuloso polo gastronômico da Cidade do Cabo, está a região vinícola do país, centrada nas cidades históricas de Franschhoek e Stellenbosch. O destaque aqui são as vinícolas e os maravilhosos restaurantes que ocupam o belo cenário de montanhas. Você não encontrará elefantes pelos vinhedos, mas, sim, degustações que cabem no seu bolso seguidas de almoços relaxantes com deliciosos pratos e excelentes vinhos locais. Se você não se importar de dar um pouco de trabalho à sua carteira ao se hospedar, poderá dormir em uma das pousadas e sofisticados B&Bs, que custariam bem mais em outros lugares.

Talentosos chefs trabalham em vinícolas locais que oferecem a clássica cozinha sul-africana © QUALITY MASTER / SHUTTERSTOCK

 

9. Atenas, Grécia

As melhores atrações em Atenas são gratuitas. Sim, o maravilhoso Museu da Acrópole cobra uma modesta taxa de entrada, mas você pode admirar o Partenon em si de vários pontos da cidade sem gastar nada. Contemplar a reluzente Acrópole à noite é uma das experiências mais mágicas da Europa, ainda mais da Grécia. Na verdade, Atenas é um grande museu a céu aberto. Explorando o lugar, você tropeçará em igrejas bizantinas e edifícios neoclássicos, incluindo a Biblioteca Nacional e a Universidade de Atenas. O centro da cidade, para quem está a pé, tem uma atmosfera mais relaxada do que normalmente se espera e a alimentação é barata. As praias fora da cidade e excursões de um dia ao Templo de Poseidon, em Cabo Sounio, e à ilha de Egina oferecem uma amostra rápida e de fácil acesso das maravilhas do resto da Grécia.

Atenas ainda gira em torno do centro da Acrópole © MATTEO COLOMBO / GETTY IMAGES

 

10. Zanzibar, Tanzânia

Só de escutar o nome Zanzibar, cria-se a expectativa de aventura na natureza antes mesmo de você aterrissar na ilha. Caso esteja chegando na balsa que vem da Tanzânia continental, você ainda ganha outro (e incomum) carimbo no passaporte! Dois pelo preço de um! Em Stone Town, passeie pelas antigas vielas e desfrute do mágico pôr-do-sol antes de aproveitar refeições a preços módicos no mercado noturno ou nos cafés multiculturais. Você se impressionará com a quantidade de grelhado fresco que você consegue comer com tão pouco dinheiro. Nas costas norte e oeste da ilha, hospede-se nas acomodações à beira-mar a um valor quase inacreditável se comparado ao praticado nas ilhas do Caribe ou Pacífico, por exemplo.

As praias de Zanzibar estão entre as melhores do mundo © E X P L O R E R / SHUTTERSTOCK

Este artigo foi publicado em Outubro de 2019 e foi atualizado em Outubro de 2019.