Dicas e artigos

Voos econômicos podem se tornar muito mais confortáveis

Sasha Brady

Voar de classe econômica pode ficar bem parecido com voar de executiva graças a uma inovação no design dos assentos das aeronaves que os transformarão completamente. As poltronas são cobertas com tecidos inteligentes que gravam e transmitem informação para um aplicativo customizado, possibilitando aos passageiros que monitorem e tenham uma melhor experiência de viagem com diversas novas ferramentas à sua disposição.

 

A agência britânica de design LAYER projetou assentos inteligentes para os passageiros da Airbus. © Imagem cortesia da Airbus.

Quem voa de classe econômica, geralmente, enfrenta uma verdadeira batalha por espaço para pernas e cotovelos, uma vez que os fabricantes eliminam centímetros cruciais de poltronas cada vez menores. Nos últimos tempos, passageiros têm expressado incômodo com a situação, e, por isso, a agência britânica de design LAYER desenvolveu um novo protótipo de assentos que pode tornar a classe econômica muito mais confortável.

Esse novo tipo de poltrona, chamado Move, foi projetado para ser usado nas cabines econômicas do Airbus em voos curtos e médios. Com esse assento, à base de tecidos inteligentes entremeados à sua estrutura, os passageiros podem monitorar e controlar a temperatura, a pressão e o movimento da poltrona – tudo isso por meio de um aplicativo em seus smartphones.

 

As configurações do assento podem ser controladas por um aplicativo de smartphone. © Imagem cortesia da Airbus.

As poltronas até mesmo alertarão os passageiros quando for hora de esticar as pernas para melhorar a circulação, quando e como fazer alongamentos no próprio assento e ainda irá lembrá-los de beber água. Há também diferentes modos para a poltrona, incluindo “dormir”, “refeição” e “massagem”.

Para tornar o assento o mais confortável possível durante o voo, o tecido inteligente automaticamente se ajusta ao tamanho e peso do passageiro, e é possível controlar e ajustar essas medidas pelo aplicativo. Tudo pode ser customizado, levando em conta as diferentes necessidades de cada um. Um porta-voz da LAYER disse à Lonely Planet que a mesinha pode ser estendida por completo ou apenas parcialmente “O passageiro poderá utilizar o espaço de acordo com a sua necessidade, de superfície de trabalho até como apoio para uma soneca”.

 

O tamanho das mesas pode ser ajustado conforme preferências de uso e conforto do passageiro. © Imagem cortesia da Airbus.

Os assentos também contêm bolsos para guardar laptops e tablets, e, se algum distraído esquecer os seus eletrônicos na aeronave após a aterrissagem, o aplicativo Move notificará o passageiro – o tecido da poltrona, por ser sensível à pressão, detectará se algo foi deixado dentro do bolso.

“Na LAYER, nós acreditamos que um bom design deve ser acessível a todos,” disse Benjamin Hubert, o designer por trás do Move. “Com frequência, as empresas aéreas focam em inovações para a classe executiva. Estamos animados em assumir esse projeto com a Airbus, buscando maneiras de agregar valor à classe econômica – melhorando tanto a experiência do passageiro quanto a da companhia aérea.”

 

O Move é desenhado para o passageiro do século 21. © Imagem cortesia da Airbus.

A criação dos assentos é resultado de uma parceria entre a LAYER e a Airbus. Para mais informações sobre os trabalhos da LAYER, clique aqui.

Este artigo foi publicado em Novembro de 2019 e foi atualizado em Novembro de 2019.