Manaus

A maior cidade da Amazônia – e um incongruente bolsão de urbanidade no meio da selva – é um importante porto para embarcações oceânicas a 1.500km de distância do mar. A densidade demográfica da floresta Amazônica como um todo é duas vezes menor que a da Mongólia, mas fica difícil perceber isso quando se começa a viagem por essa cidade movimentada. Não se surpreenda se você se sentir um pouco desorientado.

Manaus tem alguns pontos turísticos importantes – entre eles um frondoso zoológico em que há tantos animais dentro como fora das jaulas, ou uma bela combinação museu e praia afastada do centro da cidade. É o lugar para comprar itens de última hora antes de sua excursão amazônica ou para matar a saudade da cerveja e da internet depois de passar uma semana na floresta. Uma das sedes da Copa do Mundo de 2014, a cidade passava por obras de melhoria durante a escrita deste guia.

A maioria das agências turísticas da Amazônia se baseia em Manaus e oferece bons serviços, tanto para mochileiros como para turistas endinheirados. Mas também há muitos “golpistas”, que organizam passeios abaixo da crítica, ocasionalmente até perigosos – o corte de custos básicos com alimentação ou transporte permite cobrar preços muito baixos. Fique atento.

Última atualização: 19 de Março de 2014