Moscou

Krasny Oktyabr

  • Endereço
    • Zamoskvorechie

Resenha da Lonely Planet

(Outubro Vermelho; metrô Kropotkinskaya) No verão (e com menos premência nos meses mais frios), esse é o lugar para ir caso você passe apenas um fim de semana na cidade. Instalado em uma fábrica de chocolate convertida na ilha Bolotny, no rio Moscou, o “Outubro Vermelho” abriga uma infinidade de cafés transados que se transformam em
frenéticas casas noturnas a céu aberto nos fins de semana. A melhor é a Gipsy (Bolotnaya nab 3; 18-1h dom-qui, 14-6h sex e sáb) – “se o mundo fosse acabar amanhã, eu passaria essa noite na Gipsy”, me disse um rapaz.

Apesar de o feis kontrol ser rígido, o Gipsy tem clima mais descontraído que a maioria das casas noturnas da cidade, e as pessoas baixam um pouco a guarda e se entregam à emoção de dançar na cobertura ao amanhecer. Mas há outras casas com coberturas abertas no complexo, como a Rolling Stone (Bolotnaya nab 3; 22-7h qui-sáb) e o vizinho Bar Strelka (www.artstrelka.ru; Bldg 5a, Bersenevskaya nab 14/5; 9-0h dom-qui, 12h-amanhecer sex e sáb) – que também é um ótimo café, com pratos entre R300 e R1.000 –, que fica em frente à Catedral de Cristo o Salvador às margens do
rio Moscou. No inverno eles fecham a cobertura e ligam o aquecimento.