Moscou

Parque Górki

Resenha da Lonely Planet

(metrô: Park Kultury) Uma grande reforma em 2012 transformou o Parque Górki de brega parque de diversões soviético em um refinado oásis urbano, com zonas de ioga e meditação, cinemas a céu aberto, quadras de vôlei de praia, skate parks e tudo mais ao ar livre que um descolado urbano poderia desejar. Às margens do rio há uma praia com cafés de praia transados, e no inverno um enorme rinque de patinação é o grande centro das atenções. Mas, espere, fica melhor: o principal espaço de arte contemporânea de Moscou, o Centro Garagem de Cultura Contemporânea (www.garageccc.com; Gorky Park; 9-22h dom-qui, até 23h sex e sáb; Mendeleyevska/Novoslobodskaya), mudou para o Parque Górki. Projeto de Dasha Zhukova (supermodelo e namorada do bilionário Roman Abramovich), o Centro Garagem conquistou fama ao receber artistas internacionais de renome e exposições fantásticas de fotografia, arte, multimídia, moda, cinema. Partes do ambicioso projeto Parque Górki no centro começavam a ser inauguradasdurante a nossa pesquisa. Uma exposição temporária a céu aberto abrigava o itinerante Museum of Everything (www.museumofeverything.com), e os organizadores contrataram o arquiteto holandês Rem Koolhaas para converter duas antigas construções soviéticas – um restaurante de 4.500m2 e um pavilhão de exposições de 9.000m2 – em galerias. Até que fiquem prontas, a galeria principal é um pavilhão temporário feito de papel (expectativa de vida: quatro anos) do respeitado arquiteto japonês Shegeru Ban. A Iris Foundation de Zhukova também está por trás do semelhante projeto Novaya Gollandiya, em São Petersburgo.