Nova Zelândia

Todas em Nova Zelândia

‹ Anterior

de 2

  1. Abaco on Jervois

    Motel de tom neutro, com instalações contemporâneas, inclusive brilhantes quitinetes de aço inoxidável (com lava louça e forno) e toalhas brancas e fofas para usar no spa. Os quartos mais escuros no andar de baixo têm preço condizente.

    Nossos autores independentes visitaram o Abaco on Jervois e o selecionaram como uma de nossas acomodações recomendadas em  Auckland.

  2. Auckland Art Gallery

    Reaberta em 2011 depois de uma reforma de $121 milhões, o maior repositório de arte de agora tem um lindo átrio de vidro e madeira enxertado em sua já impressionante estrutura de chateau francês de 1887. É um valioso receptáculo de trabalhos importantes de artistas como Pieter Bruegel, o Jovem, Guido Reni, Picasso, Cezanne, Gauguin e Matisse. Também exibe o melhor da arte da NZ: dos íntimos retratos do século 19 de tatuados sujeitos Maori pintados por Charles Goldie, às telas rabiscadas com texto de Colin McCahon, e mais.

    Visitas gratuitas partem da entrada principal às 11h30, 12h30 e 13h30.

  3. Auckland Volcanic Field

    Algumas cidades se acham duronas por viverem à sombra de um vulcão. Auckland foi construída sobre 50 deles e, não, nem todos estão extintos. O último a entrar em erupção foi Rangitoto há cerca de 600 anos, e ninguém pode prever quando ocorrerá a próxima erupção. Auckland é, literalmente, um lugar quente – com um reservatório de magma 100km abaixo dela esperando para borbulhar até a superfície. Mas relaxe: isso só aconteceu 19 vezes nos últimos 20 mil anos. Alguns vulcões de Auckland são cones, outros são cheios de água e alguns foram extraídos completamente por pedreiras. Há uma movimentação para registrar o campo como Patrimônio da Humanidade e proteger o que resta. Muitos dos cones sobreviventes exibem evidências de terraceamento de quando formavam uma série formidável de pa Maori. Estes locais merecem uma visita: Monte Wellington (Maungarei); Monte Albert (Owairaka); Monte Roskill; Lago Pupuke; Monte Mangere; Monte Hobson.

  4. Bluestone Room

    Há muita personalidade neste prédio de pedra de 1861 escondido em uma alameda sombria na parte velha da cidade (um poço envidraçado no chão tem data de 1841). Os Rolling Stones tocaram aqui na década de 1960 e ainda tem blues e rock ao vivo nos fins de semana.

  5. Coast to Coast Walkway

    Atravessando o país, da Tasmânia ao Pacífico (na verdade, são só 16km), este passeio inclui One Tree Hill, Monte Eden, o Domain e a Universidade, limitando-se tanto quanto possível a reservas, em vez de ruas de cidades. Você pode ir em qualquer direção: começando na Bacia de Viaduct e seguindo para o sul, a trilha é sinalizada por marcos amarelos; em direção ao norte a partir de Onehunga os marcadores são azuis. Recomendamos pegar o trem para Onehunga, o começo de trilha menos impressionante, e encerrar em um dos bares de Viaduct. Da estação Onehunga, suba Onehunga Mall para Princes St, vire à esquerda e comece a trilha no parque pouco auspicioso ao lado da rodovia.

  6. Depot

    Aberto para o sucesso instantâneo em 2011, o primeiro restaurante do chef da TV Al Brown em Auckland oferece comida reconfortante de primeira em ambiente informal (mesas comunitárias, azulejos de açougue e um burburinho constante). Os pratos são divididos em “pequeno” e “um pouco maior”, e são criados para serem divididos. Dois habilidosos funcionários se mantêm ocupados abrindo e servindo as ostras mais frescas da cidade.

  7. Emerald Inn

    Não, não é um pub irlandês. Este complexo arborizado tem jardins exuberantes, móveis elegantes e a praia no fim da rua. As luxuosas casas de veraneio dentro dele têm vista para Rangitoto.

    Nossos autores independentes visitaram o Emerald Inn e o selecionaram como uma das nossas acomodações recomendadas em Auckland.

  8. Grove

    O auge do restaurante romântico: o salão tem iluminação aconchegante, o cardápio incentiva a experimentação sensual e o serviço é tranquilo. Se não conseguir encontrar nada para quebrar o gelo na extensa carta de vinhos, desista, cara – não vai rolar.

  9. Harvest Wholefoods

    A lendária loja de orgânicos de Auckland, Harvest Wholefoods, tem produtos frescos sustentáveis, itens de mercearia e cosméticos. É uma zona vegetariana, mas há um açougue orgânico do outro lado da rua.

  10. Ice House

    Vista uma roupa especial e saboreie um coquetel à base de vodca, cortesia da casa, neste enigmático bar onde tudo, dos assentos ao copo, é feito de gelo. Você só pode permanecer no cintilante mundo de gelo por 30 minutos, tempo em que vai gastar seu dinheiro bem depressa.

  11. Kelly Tarlton's

    No Mundo Subaquático, tubarões e arraias nadam à sua volta e sobre sua cabeça enquanto você é transportado em uma esteira rolante por túneis transparentes no que já foram tanques de contenção de água de tempestades e esgoto. Se quiser se aproximar ainda mais, você pode entrar nos tanques em uma jaula de tubarão ($79; 12h30, 13h30 e 15h), e se isso não for suficientemente assustador, pode mergulhar diretamente nos tanques ($129; 10h).

    Em um mundo pós-Happy Feet, a maior atração do Kelly Tarlton é a terra das maravilhas de inverno permanente conhecida como Antarctic Encounter . Inclui uma visita a uma réplica da cabana de Scott na Antártica em 1911, e um passeio a bordo de um veículo para neve aquecido por um ambiente congelado onde há uma colônia de pinguins-rei e pinguins-gentoo. Novos proprietários com grandes planos assumiram o comando do aquário em março de 2012, o que significa que pode haver novas atrações na época de sua visita.

    Reserva online para esperar menos (as filas são horrendas) e 10% de desconto. Um ônibus gratuito em forma de tubarão sai de 172 Quay St (na frente do terminal da balsa) de hora em hora entre 9h e 16h.

  12. Little Brother

    Para os companheiros, Little Brother vende a própria linha de roupas casuais elegantes. As peças são criadas e produzidas na Nova Zelândia. Também na loja, procure as camisetas estampadas pela icônica grife musical Flying Nun, e pequenas peças Little Brother para meninos (de um a oito anos) sob a grife Little Shit.

  13. Mercado Otara

    No estacionamento entre o Manukau Polytech e o centro da cidade, esse mercado tem uma atmosfera polinesa palpável e é um bom lugar para comprar comida do sul do Pacífico, música e roupas. Pegue o ônibus 497, de Britomart ($6.80, 50 minutos).

     

  14. New Zealand Surf'n'Snow Tours

    Oferece cursos de surf de um dia com transporte, equipamento e duas aulas de duas horas ($120). Passeios de um dia normalmente vão a Piha (ano todo; com/sem equipamento próprio $50/99), enquanto passeios de cinco e doze dias incluem acomodação em Ahipara (só de outubro a maio).

  15. Rakinos

    De dia é um café, mas só estivemos no local à noite, quando os DJs tocavam velhos hip-hops, funk, Motown e R'n'B como se fosse, bem, qualquer período entre 1968 e o presente. Quando dá vontade, é nosso lugar favorito para dançar.