ParisDicas e artigos

Cathédrale de Notre Dame de Paris: tudo que você precisa saber

O encantamento da Notre-Dame

Notre-Dame, o lugar gratuito mais visitado de Paris – com mais de 14 milhões de pessoas por ano cruzando suas portas –, não é apenas uma obra-prima da arquitetura francesa gótica, mas também o centro da Paris católica por sete séculos. Seu interior iluminado através dos vitrais não causa pouco assombro, mas são os meandros do telhado vigiado por gárgulas que maravilham a maioria dos visitantes.

 

Rosáceas

Vista externa de uma das rosáceas
Foto por: 
image2roman/ThinkStock

 

Ao entrar na catedral, a grandeza de suas dimen­sões logo se faz sentir: apenas o interior tem 130m de comprimento, 48m de largura e 35m de altura e pode acomodar mais de 6 mil fiéis.

Os elementos mais espetaculares do interior são as rosáceas. A mais conhecida é uma janela de 10m na face oeste sobre os 7.800 tubos do órgão, e a janela na face norte do transepto (praticamente a mesma do século 13).

 

Os maios

Passe o coro, com seus bancos de madeira talhada e estátuas representando a Paixão de Cristo, em direção à bela coleção de pinturas nas capelas laterais à nave. De 1449 em diante, a cada dia 1º de maio os ourives da cidade ofereciam à catedral uma árvore adornada com fitas e bandeirolas em honra à Virgem Maria, a quem a Notre-Dame (Nossa Senhora, em português) é dedicada. Cinquenta anos depois, o presente anual dos ourives, conhecido como um maio, passou a ser um tabernáculo decorado com cenas do Velho Testamento e, de 1630 em diante, uma tela imensa – 3m de altura – em referência a um dos Atos dos Apóstolos acompanhado por um poema ou explicação literária. No começo do século 18, quando a irmandade dos ourives se desfez, a catedral já havia recebido 76 dessas pinturas monumentais – treze delas podem ser ainda hoje admiradas.

 

Torres

Uma fila constante marca a entrada das Tours de Notre-Dame. Suba os 422 de­graus espiralados até o topo da face oeste da torre norte, onde você vai se ver cara a cara com a mais aterrorizante das fantásticas gárgulas da catedral, as 13 toneladas do sino Emmanuel na Torre Sul e uma espetacular vista de Paris da Galerie des Chimères (Galeria das Gárgulas).

 

Galeria das Gárgulas

Uma das famosas (e lindas!) gárgulas de Notre-Dame
Foto por: 
JCPhotography_/ThinkStock

 

Escale a Torre Norte para um panorama de Paris sendo observado por pássaros, dragões e gárgulas grotescas de faces contorcidas. Acene para a gárgula mais célebre, Stryga, que tem asas, chifres, um corpo humano e uma língua esticada para fora. Essa reunião de criaturas bestiais espanta os demônios.

 

 Os novos sinos da Notre-Dame

Como parte das comemorações de 2013 para celebrar os 850 anos do início da construção da Notre-Dame, alguns sinos corroídos da catedral foram der­retidos para originar nove sinos novos replicando os carrilhões medievais origi­nais.

 

Esta matéria faz parte da 2ª edição do guia Paris, da Lonely Planet. Fique ligado, a terceira edição será lançada em breve!

Este artigo foi publicado em Junho de 2015 e foi atualizado em Junho de 2015.

Paris