ParisDicas e artigos

Paris e suas regiões: entenda melhor as divisões da cidade

Paris, França

A grandeza de Paris é inspiradora, mas intimista. Seus quartiers são como uma colagem de vilarejos, e enquanto ela é uma das maiores metrópoles do mundo – com tudo que diga respeito a cultura e serviços –, há um genuíno sentido de comunidade em seu comércio de bairro, em suas vendas e cafés. E porque cada pequeno “povoado” tem seu próprio caráter envolvente, é possível redescobrir constantemente cantos escondidos da cidade.

Conheça mais um pouco sobre cada uma das regiões de Paris.

Torre Eiffel e oeste de Paris

Lar de parisienses muito abastados, a grande dame das regiões é onde você pode partilhar a intimidade da torre simbólica da cidade, bem como da nova e deslumbrante arquitetura dos edifícios do distrito financeiro de La Défense, fora do Périphérique (via expressa em forma de anel) que circunda a Paris central.

 

Champs-Élysées e Grands Boulevards

O barão Haussmann remodelou a paisagem urbana de Paris ao redor do Arco do Triunfo, do qual partem 12 avenidas radiais, incluindo a Champs-Élysées. A leste estão as lojas gour­met que circundam a Église de la Madeleine, o Palais Garnier, dedicado à ópera, e as lojas de departamentos dos Grands Boulevards.

 

Louvre e Les Halles

Esplêndida linha de monumentos de Paris, o axe historique (eixo histórico, também conhecido como grande eixo) atravessa os Jardins des Tuileries antes de alcançar a pi­râmide de vidro de Ieoh Ming Pei às portas do maior museu do mundo, o Louvre. Nas proximidades, o shopping Forum des Halles está passando por uma bem-vinda reforma.

 

Montmartre e norte de Paris

O domo da Sacré-Couer é uma visão por toda Montmartre
©Matt Munro/Lonely Planet

 

As vistas do elevado Montmartre, com seus vinhedos e suas praças escondidas, têm atraí-do pintores desde o século 19. Coroado pela Basilique du Sacré-Coeur, Montmartre é o bairro mais elevado da cidade, e as ruelas que serpenteiam entre muros cobertos de hera guardam um charme de conto de fadas.

 

Le Marais e Ménilmontant

Bares e restaurantes descolados, butiques de estilistas em ascensão, florescentes co­munidades gay e judaica – tudo se mistura nas ruelas medievais labirínticas do Marais, enquanto o vizinho Ménilmontant tem uma das vidas noturnas mais agitadas da cidade.

 

Bastille e leste de Paris

Mercados fabulosos, bistrôs intimistas e ate­liês de artistas sob um viaduto ferroviário do século 19 – que recebeu um passeio arbori­zado (Promenade Plantée) a uma altura de quatro andares – fazem dessa área um ótimo lugar para descobrir a Paris dos parisienses.

 

As ilhas

Perambular pelas margens do Sena sempre será uma das atrações imperdíveis
©Matt Munro/Lonely Planet

 

O coração histórico e geográfico de Paris está no Sena. A maior das duas ilhas do centro da cidade, a Île de la Cité, é dominada pela Notre­-Dame. A pequena e tranquila Île St-Louis é agraciada por apartamentos e hotéis elegan­tes, além de lojas e restaurantes charmosos.

 

Quartier Latin

Centro da vida acadêmica de Paris, no Quartier Latin encontra-se o principal campus da Sorbonne. Também abriga al­guns belos museus e igrejas, a bela mesqui­ta art déco e jardins botânicos.

 

St-Germain e Les Invalides

O charme de Les Invalides
©Budget Travel/Lonely Planet

 

Amantes da literatura, colecionadores de antiguidades e fashionistas se reúnem nes­sa parte mítica de Paris, onde a presença de escritores lendários como Sartre, Simone de Beauvoir e Hemingway ainda é sentida. Sem falar em suas elegantes lojas.

 

Montparnasse e sul de Paris

Montparnasse tem brasseries dos seus tem­pos de glória, meados do século 20, e ruelas tomadas pelo burburinho da vida local. Já o sul da cidade é repleto de mercearias e res­taurantes asiáticos.

 

Esta matéria faz parte do guia Paris, da Lonely Planet. Fique de olho, a 3ª edição do guia será lançada em breve!

Este artigo foi publicado em Agosto de 2015 e foi atualizado em Agosto de 2015.

Paris