Praga

Todas em Praga

‹ Anterior

de 2

  1. Allegro

    O primeiro (e até o momento único) restaurante da república Tcheca estrelado pelo Michelin, pertencente ao Hotel Four Seasons, exala uma elegância sutil e possui terraço com linda vista noturna do castelo iluminado. O chef italiano prepara pratos fantásticos, que vão de roulade de pescado marinado aromatizado com jasmim a pargo grelhado, polvo marinado  com gengibre e molho de cenoura defumada.

     

     

     

  2. Bohème

    A moderna loja de roupas tem peças com design de Hana Stocklassa e outros, com coleções de tricô, roupas de couro e de camurça para mulheres. Suéteres, blusas de gola alta, saias de camurça, blusas de linho, vestidos de tricô e conjuntos de jeans stretch são o forte, além de bijuterias variadas.

     

     

     

     

  3. Capela dos Espelhos do Klementinum

    A capela da década de 1720 é uma rebuscada combinação de estuque folheado a ouro, colunas de mármore, afrescos elaborados e espelhos no teto – imagine um barroco com anabolizantes. Há concertos de música clássica todo dia (ingressos disponíveis na maioria dos estandes de ingressos).

     

     

     

  4. Castelo de Praga

    O Prazský hrad, ou apenas hrad para os tchecos, é a atração mais popular de Praga. Segundo o Guiness, o livro dos recordes, é o maior castelo antigo do mundo: 570 metros de extensão, uma média de 128 metros de largura, cobrindo uma área maior do que sete campos de futebol. Sua história começa no século 19, quando o príncipe Borijov fundou um assentamento fortificado no local. Com os acréscimos feitos pelos governantes que se seguiram, incorporou uma mistura eclética de estilos arquitetônicos. O castelo sempre foi a sede do governo e a residência oficial do chefe de estado. O Castelo de Praga passou por quatro grandes reconstruções que criaram algumas de suas principais características e o tornou mais amigável ao turista.

    Você pode perambular à vontade pelos pátios,  jardins do castelo e pela catedral de São Vito, mas precisa comprar ingresso para visitar os principais prédios históricos.

  5. Ceský Krumlov

    Bem ao sul da Boêmia (a 180 km ou 3 horas de Praga), é uma das cidades mais pitorescas da Europa; preservou quase que inalterada sua aparência desde o século 18 e, em 1992, entrou na lista do Patrimônio da Humanidade, da Unesco. É uma Praga em miniatura – tem um impressionante castelo acima do rio Moldava, uma praça de cidade velha, arquitetura renascentista e barroca, e hordas de turistas circulando pelas ruas, mas tudo em menor escala; dá para caminhar de um extremo a outro da cidade em dez minutos. Há muitos bares animados e locais para piquenique à beira do rio – no verão, é popular entre mochileiros. Pode ser mágico no inverno, mas apenas quando a multidão se vai e o castelo fica coberto de neve.

    Student Agency (www.studentagency.cz) opera sete ou oito ônibus de luxo da rodoviária. Sai da Knizeci de Praga, perto da estação Andel do metrô.

  6. Corrida de cavalo

    Se você se liga em cavalos, dê uma olhada na cena dostihy (corrida de cavalo) no Hipódromo de Praga, localizado no extremo sul da cidade. Há páreos todo domingo de abril a outubro. Há ônibus para o hipódromo na estação de metrô de Smíchovské Nádrazí.

     

     

     

  7. Czech Inn

    O Czech Inn se autodenomina albergue, mas a categoria butique se justificaria. Tudo parece ter sido esculpido por um desenhista industrial da equipe de Ian Schrager, combinando detalhes artesanais, descolados e minimalistas. As acomodações variam de dormitórios padrão de albergue a quartos de casal privativos a bons preços (com ou sem banheiro), e apartamentos com um, dois ou três cômodos. Os apartamentos do quinto andar têm um terraço comum no telhado e podem acomodar até oito pessoas. Uma bancada com computadores com internet no lobby e um excelente bufê de café da manhã no bar completam os encantos.

     

     

     

  8. Hotel Absolutum

    Altamente recomendado, o hotel butique que chama a atenção (sem preços de butique se você conseguir uma oferta no site do hotel) fica em frente da estação de trem e de metrô Nádrazi Holesovice. Embora a vizinhança não seja lá muito bonita, o hotel compensa com uma lista de confortos praticamente inédita para a faixa de preço, incluindo quartos grandes com um design lindo, com tijolo á vista, imensos banheiros modernos, (muitos quartos têm chuveiro e banheira), ar-condicionado, um excelente restaurante do hotel, centro de massagem e bem estar ao lado e estacionamento gratuito. O simpático serviço da recepção tende a dar desconto se você chegar em uma noite meio parada.

     

     

     

  9. Ilha das Crianças

    A menor ilha de Praga oferece um arborizado refúgio do burburinho da cidade, com playground para manter as crianças ocupadas, assim como uma rampa de skate, uma míniquadra de futebol, uma quadra de netball e muito espaço para os irmãos maiores correrem. Há bancos suficientes para descansar as cansadas pernas paternas e maternas, um bar e um restaurante razoáveis na ponta sul.

     

     

  10. Latenský Zámecek

    A melhor cervejaria ao ar livre da cidade, situada em uma ponta do parque Letná. Se o seu negócio é cerveja, são duas as opções: uma, mais conhecida como “classe executiva”, é puxar uma cadeira no restaurante e grill no jardim, á esquerda onde você vai encontrar copos de meio litro de Pilsner Urquell por cerca de 30 kc, além de pizzas e burritos bem gostosinhos. A outra opção - “classe turística” – é fazer fila no guichê de cerveja, pagar 28 kc por um copo de plástico com meio litro e se sentar nas mesas de piquenique ao longo do topo, com uma linda vista para a Cidade Velha. Só abre quando o tempo está bom.

     

     

     

  11. Lokál

    Quem imaginaria? Uma cervejaria tcheca clássica (apesar da decoração modernosa), excelente tankové pivo (Pilsner Urquell em barril), um cardápio que muda diariamente com pratos boêmios tradicionais e – será que não é um sonho? – serviço eficiente, simpático e sorridente! A maior rede de restaurantes de Praga, a Ambiente, finalmente se volta para a cozinha tcheca, e o lugar vive cheio, principalmente de locais. Os funcionários traduzem o cardápio, em tcheco.

     

     

     

  12. Mandarin Oriental

    Um dos hotéis mais badalados de Praga, o Mandarim ocupa o prédio de um mosteiro dominicano do século 17 que foi reformado. O que mais dá o que falar – fora já ter recebido Madonna e o Dalai Lama, entre outros famosos – é o suntuoso spa do hotel, construído dentro de uma capela renascentista com os restos de uma igreja do século 14 preservados sob um piso de vidro, mas os quartos também são bastante especiais; os mais charmosos ficam ao redor dos jardins do antigo claustro. O design de interiores é do mesmo grupo que fez o Burj Al Arab em Dubai.

     

     

     

  13. Museu Judaico de Praga

    Numa das atitudes mais grotescamente irônicas da II Guerra Mundial, o nazistas assumiram a direção do Museu Judaico de Praga – inaugurado em 1906 para preservar artefatos das sinagogas demolidas durante a remoção dos cortiços de Josefov na virada do século 20 – com a intenção de criar um “museu de uma raça extinta”. Levaram para lá material e objetos de comunidades judaicas destruídas na Boêmia e na Morávia, ajudando a reunir o que talvez seja a maior coleção de artefatos sacros judeus e um comovente memorial de sete séculos de opressão. Um ingresso comum dá acesso aos seis monumentos judaicos principais.

     

     

     

     

  14. Palác Knih Neo Luxor

    A Palác Knih Neo Luxor é a maior livraria de Praga – dirija-se ao subsolo para encontrar uma grande variedade de livros de ficção e não ficção em inglês, alemão, francês e russo, inclusive de autores tchecos traduzidos. Você também vai ter acesso à internet, um café e, logo depois da porta principal, uma boa variedade de jornais e revistas internacionais.

     

     

     

     

  15. Passeio de barco

    De abril a outubro, a Navegação de Passageiros de Praga faz passeios pelo Moldava, saindo do cais central na Rasínovo nábrezí. O mais bonito é uma excursão de uma hora que passa pelo Teatro Nacional, pela ilha de Strelecký e Vysehrad, com saída ás 11, 14, 16, 17 e 18h de abril a setembro.

    Às 9h no sábado e no domingo, de maio até metade de setembro, um barco navega 37 km rio acima através de uma paisagem selvagem e verde até a barragem Slapy em Trebenice. O barco retorna à cidade às 18h30.