Praga

Atrações em Praga

‹ Anterior

de 1

Próxima ›
  1. Castelo de Praga

    O Prazský hrad, ou apenas hrad para os tchecos, é a atração mais popular de Praga. Segundo o Guiness, o livro dos recordes, é o maior castelo antigo do mundo: 570 metros de extensão, uma média de 128 metros de largura, cobrindo uma área maior do que sete campos de futebol. Sua história começa no século 19, quando o príncipe Borijov fundou um assentamento fortificado no local. Com os acréscimos feitos pelos governantes que se seguiram, incorporou uma mistura eclética de estilos arquitetônicos. O castelo sempre foi a sede do governo e a residência oficial do chefe de estado. O Castelo de Praga passou por quatro grandes reconstruções que criaram algumas de suas principais características e o tornou mais amigável ao turista.

    Você pode perambular à vontade pelos pátios,  jardins do castelo e pela catedral de São Vito, mas precisa comprar ingresso para visitar os principais prédios históricos.

  2. Museu Judaico de Praga

    Numa das atitudes mais grotescamente irônicas da II Guerra Mundial, o nazistas assumiram a direção do Museu Judaico de Praga – inaugurado em 1906 para preservar artefatos das sinagogas demolidas durante a remoção dos cortiços de Josefov na virada do século 20 – com a intenção de criar um “museu de uma raça extinta”. Levaram para lá material e objetos de comunidades judaicas destruídas na Boêmia e na Morávia, ajudando a reunir o que talvez seja a maior coleção de artefatos sacros judeus e um comovente memorial de sete séculos de opressão. Um ingresso comum dá acesso aos seis monumentos judaicos principais.

     

     

     

     

  3. Ponte Carlos

    A ponte foi encomendada por Carlos IV para substituir a Ponte Judite, que tinha sido levada pela enchente. Ela ficou pronta em 1400, mas só recebeu o nome de Carlos no século 19 (antes era chamada de Ponte de Pedra).

    Andar pela Ponte Carlos é a atividade favorita de todo mundo em Praga. No entanto, ás 9 horas já é como uma feira de 500 m, com um exército de turistas se espremendo por um corredor de camelôs e músicos de rua sob o olhar impassível de estátuas barrocas no parapeito. Na aglomeração, não se esqueça de olhar para a própria ponte (as torres proporcionam ótimas vistas) e as belas vistas rio acima e abaixo. Tenha cuidado com os batedores de carteira que estão por lá dia e noite.