República Tcheca

Todas em República Tcheca

de 2

Próxima ›
  1. Patinação

    Sendo o hóquei no gelo possivelmente o esporte mais popular do país, é evidente que os tchecos são loucos por patinação. No inverno, quando o termômetro cai abaixo de zero, partes dos parques são molhadas e transformadas em rinques improvisados. No verão, os patins de gelo são trocados por patins in-line e chega o hóquei de rua, enquanto as trilhas dos parques e as ciclovias a longo do rio são tomadas por famílias de patinadores.

    Um ótimo jeito de passar um dia de verão é alugar patins in-line no Pujcovna Bruslí Miami (os funcionários falam um pouco de inglês) e explorar as extensas trilhas de patinação nos Jardins de Letná, antes de tomar uma gelada na cervejaria de Letná.

     

     

     

  2. Pedalar ao longo do Rio Moldava

    Praga tem um longo caminho a percorrer antes de se tornar uma cidade ciclística comparável a grandes cidades da Alemanha ou até mesmo de Viena. Mas os ciclistas por diversão provavelmente se contentarão com um dos passeios oferecidos por empresas de aluguel de bicicletas. Os ciclistas mais sérios podem comprar um bom mapa, alugar uma bicicleta e explorar trilhas fora da cidade por um ou dois dias. As melhores trilhas levam para o norte, seguindo o rio Moldava na direção da Alemanha. Um dia, a rota Praga-Dresden estará nas lendas do ciclismo, mas, por enquanto, ainda há interrupções significativas no trajeto.

    City Bike (Králodvorská 5, Staré Mesto; +420 2 776 180 284; 9-19h abr-out; www.citybike-prague.com)

    Praha Bike (Dlouhá 24, Staré Mesto; +420 2 732 388 880; 9-20h; www.prahabike.cz)

  3. Pivní Galerie

    Se você acha que cerveja tcheca começa e termina com a Pilsner Urquell, uma visita ao salão de degustação da Pivní Galerie (a Galeria da Cerveja) vai abrir os seus olhos. Você pode experimentar e comprar uma imensa variedade de cervejas da Boêmia e a da Morávia – quase 150 variedades de 30 cervejarias diferentes – seguindo conselhos especializados dos proprietários.

     

     

     

     

     

  4. Ponte Carlos

    A ponte foi encomendada por Carlos IV para substituir a Ponte Judite, que tinha sido levada pela enchente. Ela ficou pronta em 1400, mas só recebeu o nome de Carlos no século 19 (antes era chamada de Ponte de Pedra).

    Andar pela Ponte Carlos é a atividade favorita de todo mundo em Praga. No entanto, ás 9 horas já é como uma feira de 500 m, com um exército de turistas se espremendo por um corredor de camelôs e músicos de rua sob o olhar impassível de estátuas barrocas no parapeito. Na aglomeração, não se esqueça de olhar para a própria ponte (as torres proporcionam ótimas vistas) e as belas vistas rio acima e abaixo. Tenha cuidado com os batedores de carteira que estão por lá dia e noite.

  5. U Vystreleného Oka

    Não dá para não amar um pub que tem almofadas de vinil para apoiar a cabeça na parede em frente dos mictórios masculinos. O “Olho Vazado” – o nome é homenagem ao herói hussita de um olho só que fica no alto do morro atrás do pub – é um bar boêmio que fica barulhento nas noites de sexta-feira, em que a Pilsner Urquell barata (29kc por 500 ml) atrai os típicos frequentadores heterogêneos de Zizkov. Não se preocupe com o idioma, pois todo mundo ali entende a língua internacional dos bebuns.

     

     

    16h30-1h seg-sáb

  6. Zahrada V Opere

    Talvez a melhor forma de gastar seu dinheiro com comida na cidade, saboreando pratos tchecos como svicková caprichados, ou outras receitas de carnes e frutos do mar com um toque italiano. A decoração contemporânea sofisticada é ao mesmo tempo descontraída e elegante.

    Por estar logo ao lado da Ópera de Praga, é lugar obrigatório para se comer algo antes ou depois do concerto. Serve até a meia-noite.